12 fev

Sorteio direcionado?

Birnadas

De Vitor Birner 

No intuito de evitar corrupção, inventaram o sorteio de árbitros.

Colocam dois nomes na urna e o azar ( difícil afirmar que a “escolha” de um árbitro é sorte ! ) define quem apita o jogo.

Eu não entendo uma coisa.

Se queriam minimizar a possibilidade de direcionamento, não seria mais eficaz colocarem os 20 trios de arbitragens candidatos ao trabalho nos 10 jogos da rodada numa só urna?

Por que não?

Antes de ouvir que João é inexperiente, que tal clube não gosta de José, deixo bem clara minha posição.

Ou o sujeito é capaz e honesto, ou não!

Tanto faz se trabalha na Federação de Alagoas, São Paulo, Inglaterra, Butão ou Quirguistão.

Que árbitro é garantia de bons serviços?

Eu aumentaria as punições aos homens de preto.

Assim, os “atrapalhados” ficariam fora de várias rodadas das competições.

Quem sabe, quando me lembro de umas figuras por aí, também fora do futebol.

Detalhe: a ANAF ( Associação nacional de Árbitros de Futebol ), com o apoio de vários sindicatos e da maior parte da classe, quer o fim do sorteio.

Preferem a escolha por mérito.

Era óbvio!!!

Então que o melhor para o futebol brasileiro seria devolver aos cartolas o poder de indicar quem vai cuidar das regras do jogo?

A idéia é tão ridícula quanto a forma atual de sorteio.   

21 respostas a Sorteio direcionado?

  1. Maurício disse:

    Corretíssimo. Vamos colocar todos os nomes, ou os nomes dos capacitados para aquele jogo na cumbuca. Porque só dois. Para evitar problema para os azarados, que fosse sorteado duas vezes seguidas saíria do próximo sorteio.

  2. Luiz Antonio disse:

    Acho que um dos maiores urbanos da atualidade brasileira é a INsegurança pública, Perdemos o direito de ir e vir. Esta faculdade está à mercê da bandidagem.

    Veja o caso dos morros cariocas. Sobe quem o tráfico quer. Se não obtiver licença, não sobe ou leva chumbo. Aqui em SP a coisa não se restringe a regiões, está disseminada por toda a região metropolitana.

    Por isto, proponho que o coronel que toma conta da arbitragem na FPF, volte para seus afazeres junto à PM. A população poderia ter dois ganhos: A minoração na crimilidade e, a melhoria nas arbitragens.

    Safados como o Sálvio Corinthians e incompetentes como o árbitro de SPFC x Santos, sentem-se protegidos pelo coronel, para praticar as estúpidas atitudes com que puniram o futebol, em suas atuações.

  3. frcjpotter disse:

    vitor eu queria que você lavassea sua boca com sabão antes de falar do presidente lula;

  4. Joao Luis Amaral disse:

    É, Birner. Esse assunto é complicado mesmo e todo domingo à noite a discussão é a mesma: a influência do árbitro na partida tal, o lance polêmico, etc.
    Concordo com um post antigo seu (se não me engano foi vc quem escreveu), onde dizia que os árbitros devem ser PROFISSIONAIS. Ou seja, devem ser registrados como árbitros, receber treinamentos específicos, respirar arbitragem, fazer isso 8 horas por dia, com intervalo para almoço. Devem receber vale-refeiçao, assistência médica, tudo o que um trabalhador “normal” tem direito.
    Os árbitros são engenheiros, advogados, padeiros, jornaleiros que fazem BICO nos campos… A realidade, se fossem profissionais para valer, seria outra… acredito que só assim teremos arbitragens de bom nível.
    Grande abraço,
    Joao Luis Amaral.

  5. Pedro disse:

    Birner,

    Concordo contigo em número, gênero e grau.
    Não sabia que o sorteio era “direcionado” assim, mas sim da forma como você citou, com todos os árbitros na urna e os jogos iam sendo sorteados…
    Enfim, como em todos os outros segmentos, enquanto não houver punição, não dá pra pensar que de fato o futebol seja algo sério plenamente. Se o cara não serve para o time A, porque há de servir para o time B? Não há lógica ou bom senso nisso.
    Infelizmente, seguimos como estamos pois não há também união nas classes envolvidas no futebol. Sejam os jogadores (quais teriam coragem de boicotar um clássico, por exemplo), sejam os dirigentes (esses então…) sejam os árbitros sérios que não deveriam aceitar seus nomes associados a outros nomes nem tão “transparentes” e também a mídia. Será que se as televisões boicotassem transmitir um campeonato porque os árbitros não são profissionais, os cartolas não se mexeriam para resolver isso, sob o risco de perder a sua grande fonte de receitas?
    Abraço

  6. Husky disse:

    hey Birner!
    q acha disso!?!??!?!?!
    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2008/02

  7. Birner, eu sou favorável ao sorteio direcionado. Exemplo: árbitros com pouco tempo de carreira não podem apitar clássicos. O ideal é sortear para clássicos um entre dois ou três dos melhores da Federação.

    Melhor ainda seria mudar a cultura do brasileiro para reclamarmos menos da arbitragem. Lances de impedimento de um metro são plenamente “absolvíveis”. Bola na mão também, pois a regra determina a interpretação.

    O que realmente devemos cobrar dos árbitros é a coibição da violência, mas sem marcar “faltinhas”, meros choques do jogo.

  8. Claudio Garcia disse:

    Birner, ontem, assistindo o Cartão Verde, vc disse que
    o São Paulo tinha motivos para reclamar da arbitragem. Oras, seja menos apaixonado e mais jornalista.

    Vou ser sincero. Desde que vc começou a participar do Cartão Verde, começei a perceber que seus comentários
    tendem a defender o São Paulo, é incrível.

    Todos os clubes – TODOS – são prejudicados e beneficiados pelos erros de arbitragem.

    Em 2004, o Santos, melhor time daquele campeonato, foi altamente beneficiado pela arbitragem no brasileirão.

    em 2005, o Corínthians, melhor time do campeonato, foi beneficiado também pelos erros de arbitragem no brasileirão.

    Ano passado, o São Paulo, também o melhor do campeonanto, foi beneficiado pelos erros de arbitragem.

    Essa de beneficiar o melhor, é uma tendência dos árbitros no Brasil.

    Sempre. A melhor equipe do campeonato, é favorecido
    na maioria das vezes. Ao final de cada torneio, se vc fizer um balanço verá que o campeão foi o mais beneficiado.

    Para com isso de proteger seu time.
    Fica até chato assistir ao Cartão Verde com essa sua postura.

    Quando for comentar futebol, deixe a paixão pelo São Paulo de lado. Você verá que será mais respeitado e
    terá mais credibilidade.

    abraço
    Claudio

  9. Vitor Birner disse:

    Guilherme, só não entendo por quais razões os árbitros que cuidam dos jogos principais não querem ajuda para fazer trabalho melhor.

    Abraço!

  10. Vitor Birner disse:

    Husky, corintianos e palmeirenses devem torcxer por Aurélio Miguel. Seria péssimo para o São Paulo se ele fosse eleito.

    Abraço!

  11. Vitor Birner disse:

    E eu queria que ele privilegiasse os mais necessitados, acabasse com a seca, com a corrupção, que o homem de esquerda não tivessse levantado o ACM, que cuidasse melhor da segurança, crianças, idosos, doentes… dá para escrever uma bíblia de contradições do tempo que era oposição!!! Sou apartidário! Sem preferências!!! O que Lula tem de carisma, não tem de coragem para fazer as mudanças que páis precisa. É mais um lá!!!! Não me calarei, pois tem gente faminta nas ruas e mais um monte de situações inadmissíveis num mundo decente.

  12. euclydes zamperetti disse:

    Correto, sempre fui e sou contra este dispositivo legal "sorteio", q. não regula como o mesmo deva ser efetuado.
    Estes parlamentares q. nos enganam diaria e constantemente, deveriam, de se preocuparem em mudar a cultura encrustada centenariamente em nossa sociedade:dar e levar vantagens, conforme os mesmos fazem nos imundos bastidores das varias casas de leis deste Brasil-brasileiro.
    Acorda Brasillllllllllll. Fiori ex-árbitro de futebol

  13. Vitor Birner disse:

    Claudio, recomendo que preste mais atenção para fazer críticas. Disse que o São Paulo tem razões para reclamar da arbitragem no paulistinha, coisa que não aconteceu no brasileirão e na Libertadores. Relacionei os fatos com a relação do clube, e esses detalhes tenho alguma noção, com a FPF. Sei bem do que estou falando. Se você sã-paulinismo nisso, desculpe, rerpeito, mas não entendo. Se quiseer me explicar onde está a tendência do comentário. Eu gostaria.

    Abraço!

  14. Cris Sato disse:

    Vitor, concordo com vc que o critério deveria ser competência. Aliás, nem precisava ser só em futebol, não é mesmo?

    mas para quê fazer o certo se é possível fazer o conveniente? Este deve ser o lema dos que organizam (???) o nosso futebol.

    E sobre Aurélio Miguel. Agradeço e parabenizo pela medalha no judô, mas que ele fique lá . A última imagem que tenho dele, é daquela coisa ridícula nos jogos Panamericanos, quando um grupo tentou agredir os arbitros. Eu torço pelo São Paulo e desejo o sucesso do meu time, Aurélio Miguel, na minha opinião, não trará nenhum benefício em termos de administração. Não vi nada muito construtivo vindo dele como político, não espero nada como dirigente.

    Beijos!!

  15. Vitor Birner disse:

    Pedro, as tvs abertas ( depende de qual), em regram ou tratam o futebol como espetáculo ( sem crítica, ou fazem sensacionalismo com pequenos detalhes da modalidade. Tem que partir do torcedor.

    Forte abraço!

  16. Marcos Kleine disse:

    E kd nossa cervejada amigão? hehehehehe

  17. Werner disse:

    Birner, gostaria que vocês postassem aqueles ótimos perfis de equipes da Libertadores! Hoje estréiam Caracas, San Lorenzo, Deportivo Cuenca e Estudiantes, e esses perfis estão atrasados.
    Aliás o Caracas é uma grata surpresa, vence com propriedade o San Lorenzo, que já está com 10 no intervalo. O San Lorenzo está jogando como time pequeno e isola seus atacantes, incluindo o conhecido D’Alessandro, ex-River Plate e campeão mundial de juniores 2001.

  18. carlos gibrail disse:

    Que tal em primeiro lugar tirar o amadorismo da função e partir para profissionais?
    Em seguida começar a usar recursos eletrônicos?

  19. Paula disse:

    POis é Birner. Eu questionei exatamente isso em alguns blogs de jornalistas que defendiam que era um absurdo a escalação dos arbitros nas finais do brasileiro (por conflito de estados ou sei lá). Ai eu ficava me perguntando: ora bolas! Não é sorteio??? Agora entendi pq!

  20. AMBROSIO disse:

    Birner na su aopinão quem erra deve ser afastado , punido ou algo do tipo, Qual punição voce daria para Kleber Pereira que ganha mais de 100 mil reais so pra fazer gols e perde cara a cara com o goleiro….e pra Fabio Costa que falhou clamorosamente( quiça intencionalmente ) pelo menos nos dois primeiros gols do SP…epara Adriano que idiotamente agrediu um adversario com o jogo ja terminado e vencendo?
    .
    Ou so os arbitros que erram devem ser punidos?
    .
    Detalhe, esperar tres replays de angulos diferentes e com camera lenta para criticar um arbitro é levindade e covardia.

  21. Pedro disse:

    Ao sr. frcjpotter.

    Acredito que o mínimo que devemos ter nessa vida é educação. Não no sentido cultural mas sim no de respeito ao próximo.
    Iniciar uma queixa, contestação, reclamação ou o que seja sendo mal educado é começar por baixo.
    Na minha opinião, as idéias e preferências das pessoas que podem viver em sociedade, devem ser respeitadas sempre.
    Divergir é ótimo para o andamento das coisas. Mas é preciso ter respeito pelo que o outro pensa, mesmo não concordando em absolutamente nada do que diz.
    Precisamos ter mais respeito e cautela com o que dizemos nos espaços que a nova mídia nos fornece.
    Os textos escritos nestes espaços são criados por pessoas como nós, como as mesmas características humanas. Não se deve discordar agredindo, seja quem for. Se é alguém que não merece o respeito, o melhor a fazer é ignorar. Não ler as colunas, blogs ou qualquer outro espaço.
    Repito. Divergir é importante e salutar, porém só com respeito ao que o próximo pensa é que se pode demonstrar estar com a razão. Se não fica aquele gosto amargo do autoritarismo que força "goela abaixo" uma opinião.
    Já temos violência demais nas ruas de todo o mundo e se não partir do indivíduo a ação de respeito ao próximo, não há como algum respeito retornar a si.
    O esporte é um meio competitivo (em demasia as vezes) e o futebol é especialmente perigoso para quem se encontra nas arquibancadas. Não posso entender que xingar, humilhar (tentar) ou ofender alguém pela divergência de time, opinião, visão (a)política etc seja algo realmente necessário.
    Debates em alto nível são momentos de enorme crescimento pessoal. Brigas com ofensas de qualquer natureza, são lapsos onde se mostra a miséria humana.
    Não defendo que se concorde com tudo o que se lê, ouve ou vê, seja aqui ou em qualquer outro canto. Defendo sim a educação como veículo desse debate, dessas divergências.
    Parabéns ao Birner por manter democraticamente esse espaço para todos, mesmo para aqueles que não conseguem se controlar, mesmo na frente de um computador.

    abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>