28 mar

Os Times Beneficiados pelas "Viradas de Mesa"

História

De José Renato Sátiro Santiago Jr. 

 Ao longo das edições do Campeonato Brasileiro, muitas vezes o regulamento foi mudado durante a competição, quando não foi simplesmente ignorado. Segundo o levantamento que fiz, 45 equipes já foram beneficiadas, direta ou indiretamente, por estas modificações.

São as tristes e famosas “Viradas de Mesa”.

América MG

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Foi resgatado diretamente da Segunda Divisão, onde estava em 1999, para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2000 ( a Copa João Havelange)

América RJ

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

América RN

Foi salvo do rebaixamento em 1999 para a Terceira Divisão e resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Americano

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Anapolina

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Bahia

Foi resgatado diretamente da Segunda Divisão, onde estava em 1999, para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2000 ( a Copa João Havelange)

Bandeirante DF

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Bangu

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Botafogo RJ

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

Botafogo SP

Foi resgatado do Módulo Amarelo, equivalente a Segunda Divisão de 2000, diretamente para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2001.

Bragantino

Ao se classificar em último lugar, entre os 24 participantes do Campeonato Brasileiro de 1996, deveria ter sido rebaixado, no entanto, a CBF alegou a existência de problemas relacionados à arbitragem e cancelou o rebaixamento.

Brasil RS

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Caxias

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Ceará

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Central PE

Rebaixamento para a Terceira Divisão de 1997 foi cancelado.

Comercial MS

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

Coritiba

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Criciúma

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Foi salvo do rebaixamento em 1999 para a Terceira Divisão e resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

CSA

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Desportiva

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Foi salvo do rebaixamento em 1999 para a Terceira Divisão e resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Figueirense

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Fluminense

Ao ficar em penúltimo lugar entre os 24 participantes do Campeonato Brasileiro de 1996, deveria ter sido rebaixado, no entanto, a CBF alegou a existência de problemas relacionados à arbitragem e cancelou o rebaixamento.

Foi resgatado diretamente da Segunda Divisão, onde tinha conseguido acesso ao ser campeão da Terceira Divisão em 1999, para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2000 ( a Copa João Havelange)

Fortaleza

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Goiás

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

Goiatuba

Rebaixamento para a Terceira Divisão de 1997 foi cancelado.

Grêmio

O Regulamento do Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão de 1992 previa o acesso de apenas duas equipes, no entanto, com uma fraca campanha durante a Primeira Fase, o Grêmio foi beneficiado pela mudança do regulamento que passou a classificar 12 equipes para a Primeira Divisão de 1993.

Joinville

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

Juventude

De acordo com o regulamento do Campeonato Brasileiro de 1999, que considerava a média de pontos, o Juventude teria sido rebaixado, no entanto, a confusão provocada pelos problemas que envolveram a falsificação de documentos do jogador Sandro Hiroshi, permitiu que seu rebaixamento fosse cancelado.

Marcílio Dias

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Nacional AM

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Náutico

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Paraná

Foi resgatado do Módulo Amarelo, equivalente a Segunda Divisão de 2000, diretamente para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2001.

Paysandu

Foi salvo do rebaixamento em 1999 para a Terceira Divisão e resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Ponte Preta

Rebaixamento para a Terceira Divisão de 1996 foi cancelado.

Remo

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Ríver PI

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Santa Cruz

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Santos

Em 1982, o Santos ficou apenas em décimo no campeonato paulista que era classificatório para o campeonato brasileiro. Deveria disputar a Taça de Prata em 1983, no entanto, o critério para definição dos participantes foi deixado de lado, e o Santos foi convidado a disputar a Taça de Ouro de 1983, quando chegou a um surpreendente vice-campeonato.

São Caetano

Foi resgatado do Módulo Amarelo, equivalente a Segunda Divisão de 2000, diretamente para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2001.

Sergipe

Rebaixamento para a Terceira Divisão de 1997 foi cancelado.

Serra ES

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Sobradinho

Beneficiado pela mudança de regra durante a Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o que resultou em sua classificação para a Segunda Fase. (mais detalhes no texto sobre o Vasco da Gama)

União São João

Acesso conseguido para a Primeira Divisão de 1993 graças à mudança de regulamento que aconteceu durante a Primeira Fase da Segunda Divisão de 1992. (vide texto do Grêmio)

Foi salvo do rebaixamento em 1999 para a Terceira Divisão e resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

Vasco da Gama

O regulamento do Campeonato Brasileiro de 1974 previa que a final do campeonato teria como mandante a equipe com melhor campanha ao longo de todo o campeonato. No caso o jogo seria no Mineirão, uma vez que o Cruzeiro tinha a melhor campanha, no entanto a equipe mineira foi punida, devido problemas ocorridos em um jogo anterior realizado no Mineirão frente o próprio Vasco da Gama. A CBD (atual CBF) não apenas tirou a partida final do Mineirão como colocou no Maracanã, isto é, o regulamento foi ignorado.

O mesmo fato ocorrido com o Santos aconteceu com o Vasco em 1983, quando ficou em nono no estadual daquele ano e foi “levado” para a Taca de Ouro de 1984, quando também conquistou o vice-campeonato.

Na Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 1986, o regulamento previa a classificação de 6 equipes em cada um dos grupos que contava com 11 participantes. A equipe carioca fazia má campanha e inúmeras manobras foram feitas tendo em vista punir outras equipes, com perda de pontos, entre elas o Joinville e a Portuguesa. A solução foi aumentar o número de equipes classificadas, o que significou a classificação do Vasco para a Segunda Fase.

Villa Nova MG

Foi resgatado para o Módulo Amarelo, Segunda Divisão, da Copa João Havelange em 2000.

484 respostas a Os Times Beneficiados pelas "Viradas de Mesa"

  1. Rodrigo disse:

    E mesmo com tantos times sendo até mais beneficiados do que o Fluminense… Só criticam o Fluminense… Parece uma boiada mesmo, o que um fala, todos seguem (ou melhor, curtem).

    • Leonardo disse:

      O Fluminense foi o único que subiu da série C para a série A.
      E o único que insiste em não pagar a série B.
      Mas o importante pra mim é que o Palmeiras não está nesta lista.

      • JONATAS disse:

        O FLU Ñ SAIU DA C PARA A…..DISPUTOU A “C”, FOI CAMPEÃO E PULOU PARA A “A”…………. A “C” O FLU GANHOU JOGANDO.

  2. Pedro disse:

    O AUTOR DESSA MATÉRIA É TÃO MAL INTENCIONADO QUE EM RELAÇÃO AO FLU CAMUFLA A VERDADE DOS FATOS. APENAS REFERE-SE AO FLU, PORÉM, CONTA MEIA VERDADE. NÃO FALA QUAIS CLUBES (ATLETICO PARANA E CORINTIANS), SE ENVOLVERAM NO ESCANDALO DA ARBITRAGEM, QUANDO SR. IVO MENDES (IN MEMÓRIA), ERA O DIRETOR. A CBF NÃO REBAIXOU O FLU E OUTROS, NAQUELA OCASIÃO PARA NÃO APURAR A VERACIDADE DOS FATOS DE UM TAL TELEFONEMA COM OFERECIMENTO DE DINHEIRO E COM ISSO TER QUE PENALIZAR E ATÉ BANIR O CORINTIANS DO FUTEBOL. E EM 1999, FOI O BOTAFOGO QUE VIROU A MESA AO GANHAR OS PONTOS DO SÃO PAULO DEPOIS DE PERDER DE 6 X 0, REBAIXANDO O GAMA/DF, QUE RECORREU A JUSTIÇA COMUM E MELOU O CAMPEONATO DE 2000. VEJA QUE O FLU NUNCA APARECE COMO VIRADOR DE MESA, APENAS SE BENEFICIA DA SITUAÇÃO. O MESMO QUE ACONTECE HOJE.

  3. Putz, Foi uma boa pesquisa Birner… Só falta mencionar em cada um dos casos qual equipe foi beneficiada por efeito colateral e qual provocou o “Benefício”. Exemplo: O Bragantino não foi rebaixado em 1996 e foi beneficiado. Mas só aconteceu isso por pura sorte, pois junto dele estava o Fluminense… que brigou com seus poderosos advogados, acusaram todo o campeonato de fraude de resultados, mas os classificados para as fases seguintes, o título do Grêmio, os classificados para Libertadores, nada disso sofreu alteração, a única mudança perante o grave fato (fato não, suposição pois ainda não foi comprovada) das fraudes de arbitragens foi o cancelamento do rebaixamento. Se fossem rebaixados Bragantino e Portuguesa o que mudaria? Todos esses “benefícios” só provam o mal que a CBF estar sediada no Rio faz, pois para beneficiar Fluminense(96), Flamengo(80,81,87),Botafogo(2000) e Vasco(74,86) mexem com o futebol nacional inteiro!

    • Anderson disse:

      Cara onde você viu o Flamengo nesses anos? Campeão em todos os anos que citou SEM NENHUMA AJUDA, mas você é cego é tenta citar o Flamengo em tudo sem ter nem ao menos uma base para tal

  4. souza disse:

    Caro Pedro exatamente como voce terminou seu texto:
    VEJA QUE O FLU NUNCA APARECE COMO VIRADOR DE MESA, APENAS SE BENEFICIA DA SITUAÇÃO. O MESMO QUE ACONTECE HOJE.
    Agora observe o Titulo da Matéria:
    Os Times BENEFICIADOS pelas “Viradas de Mesa”

    • Anderson disse:

      não é beneficiado? Em 1996 ele entrou com advogados para cancelar o rebaixamento alegando que houve fraudes com auxilio da arbitragem, mas não foi provado nada a CBF apenas cancelou o rebaixamento para salvar o Flu, por sinal sem provar nada, pois todos os supostos envolvidos não sofreram nenhuma punição, o que apenas mostra que foi tudo feito para salvar o Fluminense, tanto que no ano seguinte ele novamente foi rebaixado e no ano seguinte caiu de novo, e subiu da série C pra A com outra virada de mesa, novamente a CBF ajudou o Fluminense a subir

      • Vitor disse:

        Amigo, pare de disseminar mentiras!

        Os dirigentes de Atletico-PR e Corinthians foram pegos em escutas telefonicas negociando esquemas ESCUSOS para compra de resultados atraves da arbitragem com o sr. Ivens Mendes. Isso foi noticiado nas televisoes. Fluminense não entrou com advogado nenhum. Os dirigentes foram afastados do futebol por oito anos e o Ivens morreu logo depois.

  5. não adianta chorar , a nega esta la dentro kkkkkkkkkk.

  6. Maurício disse:

    Acredito que tenha faltado o cancelamento do rebaixamento de 1992, quando Náutico e Paysandu escaparam da “Série B de 1993″.

  7. Maurício disse:

    Até hoje quero entender o motivo do América Mineiro, 7º da Série B de 1999, ter tomado o lugar do Vila Nova, que foi o 4º lugar.

    Sem contar na “Série B de 2000″, que chamou times aleatórios da Série C de 1999, como Brasil de Pelotas (15º), Fortaleza (20º) e CSA (23º). Provavelmente o critério usado foi o Ranking da CBF, mas que é uma sujeira, não dá pra negar.

    De times “limpos” mesmo, só consigo ver Internacional e Cruzeiro, que mesmo fora do eixo Rio-SP, nunca caíram e sempre montam times competitivos e que batem de frente sempre.

    PS: Atlético-MG em 1993 também deveria estar na lista. 1 vitória durante o campeonato INTEIRO e não foi rebaixado.

    • Sr.Maurício, o Internacional de Porto Alegre, também cairia, não tivesse embarcado no caso “Sandro Hiroshi”, portanto não temos santo nesse negócio chamado futebol, se o Cruzeiro não fez nada ainda é porque não surgiu oportunidade e nem hove necessidade, pois a família que dirige o futebol desse time ha anos, e formada por políticos renomados que estão envolvidos em casos suspeitos de uso de avião para transporte de drogas, fato que até o momento não foi devidamente esclarecido! obrigado e sds!

  8. Sr. Vitor Birner, o Sr. esqueceu da mais famosa virada de mesa que foi a do seu time de coração o São Paulo Futebol Clube em 1990, que foi sem dúvida muito vergonhoso para todo cidadão paulista que gosta de futebol, acredito que o senhor como um cidadão de bem, deve ter ficado indignado com esse fato! gostaria de saber sua opinião, por favor me responda, muito obrigado e um forte abraço!!!

    • DJ disse:

      Assista este em que Paulo Vinicius Coelho da Espn mostra o regulamento de 1990 comprovando que não haveria rebaixamento naquele ano.
      http://www.youtube.com/watch?v=o6wqEcmDCGY&feature=BFa&list=PL06ED94F238AE3AC1

    • Wayres Castro disse:

      Bem colocado Sr. Marcos Corrêa, a maior virada de mesa do futebol paulista, e a mais vergonhosa, foi a virada de mesa do São Paulo em 1990, onde foi tudo feito no jeito mais descarado, e o São Paulo acabou jogando a série A-1 do Paulistão em 91.

      • DJ disse:

        Assista ao vídeo que eu já coloquei anteriormente no qual o jornalista Paulo Vinicius Coelho com o REGULAMENTO de 1990 na mão explica com detalhes que NÃO HAVERIA REBAIXAMENTO NAQUELE CAMPEONATO PAULISTA, como também não houve em 1989.
        Caso vc encontrar alguém que tenha o REGULAMENTO de 1990 dizendo ao contrario mostre para nós.

        • Paulista disse:

          Eles devem ser uns gayvotas claro que não vão responder, porque sabem que de acordo com REGULAMENTO o SPFC nunca caiu, esse papo de virada de mesa é pura mentira naquele caso.

      • Carlos disse:

        DJ e Paulista, relaxem. Video por video veja este http://www.youtube.com/watch?v=x_UUdD-k2U8&feature=kp , onde um de seus maiores ídolos (telê santana) diz que seu time foi rebaixado. Ou, neste http://www.youtube.com/watch?v=pAjkzgI3zSE , onde outro ídolo de vocês (Zetti) diz que o spfc foi rebaixado.

        PVC se “acha” o intelectual do futebol e faz média com vocês. E vocês, parecendo que gostam de ser enganados, acreditam.

        SRN, aquele que de fato NUNCA caiu.

        • DJ disse:

          O Zetti jogou muito no São Paulo (principalmente contra o Palmeiras) e o Telê foi o melhor técnico que o tricolor teve, mas quem lhe disse que os ídolos não erram? Neste caso estavam claramente equivocados, pois contra provas concretas não a argumento, o São Paulo jamais foi rebaixado em qualquer campeonato.

    • Bruno disse:

      Virou a mesa no ano anterior ao suposto rebaixamento??? Rebaixado num ano em que não houve rebaixados em respeito a um REGULAMENTO elaborado no ano anterior e assinado por todos os clubes envolvidos???

      Sinto muito senhor, mas meu time nunca jogou segunda divisão, se o tivesse feito, isso não nos faria menos glorioso, mas enfim, o fato é que o SPFC nunca caiu.

    • Márcio disse:

      O Juca Kfouri que é corintiano também já mostrou o regulamento do Paulistão de 1990 (redigido em 1989) onde consta que naquele ano não haveria descenso. Como cair num campeonato que não há descenso?

      http://globoesporte.globo.com/platb/files/158/2009/01/regulamento1990.jpg

  9. Fábio Henrique de Araújo Carmo disse:

    Sr. Birner, há dois esquecimentos cruciais na sua lista:

    – Em 1987, o Flamengo se recusou a jogar com o Sport Recife a final do campeonato brasileiro, “considerando-se” campeão sem entrar em campo;

    - Em 2005, o Corinthians foi beneficiado por uma série de jogos anulados devido à arbitragem comprada. Com a realização de novas partidas, ganhou pontos que já havia perdido.

    Ótima memória a sua, mas bastante seletiva, não?

    • Vitor Birner disse:

      O texto é de José Renato Sátiro Santiago, historiador que tem livros publicados e entende do assunto.
      Leia quem fez o post antes das pífias insinuações. Ajudará a fazer críticas construtivas.
      Abs

    • Marcelo F Antunes disse:

      Lembrando que nos jogos que o Corinthians voltou a jogar, quando foram apitados pelo Edílson Pereira, houve diversas irregularidades mesmo. Na partida contra o SPFC, o árbitro deu um pênalti inexistente para o tricolor no final da partida. Contra o Santos, ofendeu os jogadores corinthianos, especialmente Sebá, transtornado pelas ofensas e chingamentos, deixou de marcar pênalti claríssimo para o Timão e expulsou um jogador da equipe em falta não marcada cometida por um santista. Com arbitragens normais, nos jogos remarcados, venceu o Santos e empatou com o SPFC, jogando com equipe mista, em virtude da sobreposição de jogos. Nunca ficou explicado porque o árbitro Edílson havia favorecido descaradamente os rivais paulistas nas partidas que depois vieram a ser anuladas.

  10. hamil disse:

    NÃO TEM JEITO. POR MAIS CRÍTICAS QUE EXISTAM, A GALERA DO RIO-SÃO PAULO É MUITO UNIDA.

  11. rogerio disse:

    Virada de mesa é quando um time sobe de divisão no tapetão, coisa que Flavice (time do autor deste blog) e o FlorminenC sempre usaram!!
    Onde está a virada de mesa do Vasco em 74?? Se o cruzeiro foi punido e perdeu o campo outro estádio tem que ser usado

    E a libertadores em cima do Galo do Flavice? e o brasileiro roubado de 2009??
    e os jogos fraudulentos pro flavice não cair\????

    Imparcialidade é dificil

  12. Jefferson disse:

    Não tem nada do Mengão….. kkkkkkkkkkk

  13. Reanto Perilli disse:

    A VERDADE SOBRE “PAGAR A SÉRIE B”!!!
    1981 – Palmeiras saiu da Segunda para a primeira divisão no mesmo ano.
    1983 – Vasco, Santos e Guarani não se classificaram para o Campeonato Brasileiro de 1984 e entraram pela janela.
    1986 – Santos em penúltimo em 86, foi salvo pela Copa União em 1987, assim como o Botafogo.
    1987 – Flamengo e Internacional descumpriram o regulamento e deveriam ser rebaixados por isso, como foi o Coritiba em 1989.
    1992 – O Grêmio ficou em oitavo na Segundona e o que fez a CBF?
    Mudou o regulamento para subir 8 times e assim o Grêmio foi beneficiado.
    1993 – Botafogo e Atlético MG ficaram nas últimas posições, mas não foram rebaixados.
    1995-Rebaixado em 1995 , CBF muda regulamento antes de acabar a competição para salvar o Urubu ….
    2003- Escalou jogador irregular e descumpriu o regulamento onde deveria ser rebaixado/ Caso Wendel…
    1996 – A virada de mesa que salvou de tabela o Fluminense e o Bragantino (este, time do presidente da CBF, Nabi Abi Chedid), na verdade foi uma composição entre a CBF e o Clube dos 13 pra salvar o Corinthians e Atlético PR envolvidos em um escândalo de arbitragem.
    1999 – A Copa João Havelange foi criada em 2000 para salvar o São Paulo (que escalou o Sandro Hiroshi irregular), Botafogo e Internacional (clubes que fugiram do descenso no tapetão). Nesse ano não houve disputa da série A, B, ou C. Houve um torneio só com todas as divisões, divididas em módulos, classificados pelo ranking.
    O Fluminense disputou a Série C em 99, foi campeão e estava com tabela pronta na série B em 2000, e só voltou pra Série A em 2001, por mérito, porque foi um dos melhores classificados na João Havelange em 2000, como o São Caetano (que veio do módulo amarelo).
    2000 – O Corinthians termina a João Havelange em penúltimo, mas também não é rebaixado…
    ”PAGUE A SÉRIE B?” Vão remar!
    Querem falar do time dos outros mas… não olham para o seu próprio umbigo.
    Obs.: Sem falar no Flamengo, que deveria jogar a série B do Carioca de 1933, e o de 1988, por causa das papeletas amarelas, que deveria ter provocado seu rebaixamento, do Carioca, e consequentemente do Brasileiro, mas foi abafado…
    CHEGA A SER INTRIGANTE A IMPLICÂNCIA DE ALGUNS COM O FLUSÃO…
    O FLUMINENSE NÃO É A MAIOR TORCIDA, E NÃO É O MAIOR PAPÃO DE TÍTULOS DOS ÚLTIMOS 20 ANOS, E MESMO ASSIM, É O MAIOR ALVO DOS INVEJOSOS…
    DE FATO, A HISTÓRIA, A NOBREZA, E AS GLÓRIAS DO FLUSÃO PROVOCAM A MAIOR INVEJA… ISSO SIM É FATO INCONTESTÁVEL…
    BENJA… NÃO SABE NADA, HEIN!!!!!……………GOSTARIA DE SER AJUDADO PELA C B F MAS LEMEBREM-SE , O FLUMINENSE ERA, O P O S I Ç A O A ENTIDADE ATÉ O ANO PASSADO,ATÉ GOL QUE NÃO ENTROU O FLU LEVOU PRA SER REBAIXADO EM 1997

    • Oswaldo Neto disse:

      Não, não amigão. Sua “retrospectiva” está errada. Errada não, como todo bom torcedor do Flumerdense, e cariocas em geral, distorce e omite fatos em seu favor.

      A taça de ouro do campeonato de 1981 baseava sua classificação na classificação dos Estaduais. Assim, como o Palmeiras foi mal no Paulista de 1981 disputou a Taça de Prata no mesmo ano, isto é, em primeiro lugar naquele ano o Palmeiras NÃO caiu para a segunda divisão. Dois, o Palmeiras só jogo a parte final do brasileiro de 1981 porque se classificou da taça de prata à taça de ouro, bem próximo de como foi a Copa João Havelange em 1999.

      Em 1999 o Fluminense foi campeão da SÉRIE C – cê de casa, de cebola – e, portanto, deveria disputar a SÉRIE B – de Barbie. Só que por uma manobra da CBF subiu diretamente para a série A. O Flumerdense não disputou o módulo amarelo – como o São Caetano, campeão e que inclusive Adhemar manda lembranças – disputou o módulo azul – equivalente a série A. E, por isso, foi sim beneficiado pelo regulamento.

      Como, novamente foi agora, e como novamente em 1996. Ninguém tem raiva do Flumerdense pela sua torcida, estrutura e glórias; até mesmo porque, como você mesmo anteviu, o Fluminense não tem nenhuma dessas coisas.

      As pessoas tem raiva do Flumerdense porque ele representa tudo o que está errado no Brasil. O jeitinho, o acochambre, o faz me rir, o jogo oculto de cartas. É isso que o Flumerdense representa. Não a toa o mascote do clube está vestido de cartola…

    • wilson disse:

      vejam bem, quando um tecnico campeao do mundo, ( carlos alberto burro parreira) com prestigio em muitas partes do mundo, vai treinar um time na terceira divisao do campenato brasileiro a convite do ali ba ba havelange, ex presidente da fifa, dizendo que e um desafio; so um cego que nao ve que tudo foi armaçao!!!

  14. Cala Boca ignorante disse:

    Módulo Amarelo da Copa João Havelange era formado tanto por times da Série B como da Série C

  15. Glauco José Eggers disse:

    Ué? Estranhei a ausência do São Paulo que como campeão da segunda divisão do paulista de 1991 pode disputar no mesmo ano a primeira divisão???

    • Reis_633 disse:

      Simples meu caro: em 1990 não teve rebaixamento, assim como em 88 e 89, portanto, o São Paulo nunca caiu. Pesquise um pouco.O São Paulo foi, sim, eliminado das fases finais, mas rebaixado não. Na classificação geral, o São Paulo ficou em 15º lugar de 24 times. Me explique: como isso configura rebaixamento?

    • Leonardo disse:

      Caro Glauro, como disse o Reis_633 logo abaixo, no regulamento de 1990 NÃO havia rebaixamento!! Seria a mesma coisa de dizer que o Corinthians foi rebaixado em 2000 naquela Copa João Havelange, pois o mesmo terminou o campeonato em 19 de 20 times, ou seja, em penúltimo!! Porém o regulamento do torneio dizia que NÃO existia a possibilidade de rebaixamento!! E caso o SPFC tenha sido rebaixado em 1990, então o Corinthians também foi, porque no ano seguinte (1991) o SPFC foi campeão da “2 divisão” justamente em cima do Corinthians vencendo a final por 3 x 0!! Então, antes de ir pelo que alguns falam, verifique o regulamento do campeonato e veja que isso é uma história inventada por alguns invejosos que não reconhecem que o SPFC é um dos poucos que NUNCA foi rebaixado em qualquer campeonato!! TIME GRANDE CAI, TIME GIGANTE NÃO!!

      Abs.

  16. Edmar disse:

    O Flumutretense é o maior campeão brasileiro das viradas de mesa, que bom que o meu Palmeiras não entra em mutreta. Agora cadê o S. Paulo F.C. de 1991? Quem diz que ele não foi rebaixado em 1990 é só pesquisar nas matérias dos jornais da época e também no youtube, dirigentes e até Tele Santana chorando o rebaixamento. O livro ” a historia do campeonato paulista ” também confirma a mutreta.

  17. Edmar disse:

    Agora eu entendi, e só mutreta do brasileirão, não tem estaduais, por isso não tem o S.P.F.C.

  18. F disse:

    E do rebaixamento do Flamengo em 2002??????????

    Após escalar o jogador um jogador que tinha dois contratos por 3 jogos, pela regra o Flamengo deveria ser punido com 5 pontos por cada partida que ele atuasse. O correto seria que o Flamengo perdesse 15 pontos e fosse definitivamente rebaixado do campeonato brasileiro. Mas ele não perdeu ponto algum (graças ao corpo mole da CBF mais uma vez) e terminou a competição em 18º

  19. Anderson disse:

    Como pode o botafogo cair para a série B se disputava um campeonato que tinha as séries A, B e C juntas?? Ou seja, não existia série B em 1986 e nem rebaixamento! Leia mais, estude também um pouco mais e pare de regurgitar bosta!

    • Pedro Alves disse:

      Pelo simples fato do campeonato brasileiro de 1986, pelo regulamento original da competição, seria o definidor das divisões em 1987.

      E nesse regulamento o Botafogo disputaria a série B em 87, ou seja, caíram no campo.

      Mas conseguiram voltar no imbróglio todo com a copa união e etc

      Em 1999 caíram de novo, mas dessa vez foram mais pequenos e entraram com recurso pra ganhar os pontos de uma partida que havia perdido por 6×1. E conseguiram! Só porque tinha um jogador lá com um papel errado.

      Minúsculos

  20. geraldo lourenço disse:

    O futebol brasileiro, sempre foi um antro de corruptos.
    Todos os clubes, todos, sem exceção tem alguma coisa de irregular, corrupção, sonegação e afins.
    Os torcedores cegos pela paixão, acusam-se mutuamente – no meu clube não tem tramóia, mas no seu…..pobres otários….
    Já a imprensa que poderia e deveria ser imparcial e divulgar apenas a verdade, ajuda e as vezes até planta a mentira.

  21. Marcelo disse:

    Esse tal de modulo amarelo do ano 2000 deve ter tido uns 487 clubes… Pelo jeito ate o Uniao da Vila Matilde estava jogando la…

  22. IRMAIDEN disse:

    Quanta baboseira. Todo mundo sabe tudo de futebol neçapôha, né? Sabem de naaaada inocentes. Futebol é dinheiro, jogo de interesses e num país hiper-corrupto como o nosso sempre haverá beneficiados. Portanto, não queiram defender nenhum time mesmo que seja o de coração. Alguém aí apostaria a vida do seu filho ou da própria mãe pra defender o nome dessas agremiações de índole duvidosa aí? Façam-me o favor.

  23. petkovic disse:

    O Flamengo deveria cair em 87? O campeão agora cai? kkkkkkkkkk campeonato com média de 28 mil pessoas/jogo(recorde no país) onde todos do clube dos 13 chegaram a um acordo ANTES do campeonato começar que não cruzariam com times de série B porcaria nenhuma

    Se o campeão desse maior campeonato da história deveria cair por um acordo com os outros 15 , o que deveria acontecer com o terceiro pra baixo?

    Dizer que um campeão deveria cair kkkkkkk os tapetenses estão com o cérebro derretendo de tanta mentira e ódio kkkkkk

  24. Lucas disse:

    As partes que falam do Paraná e do São Caetano estão erradas.
    Está escrito o seguinte:
    “Foi resgatado do Módulo Amarelo, equivalente a Segunda Divisão de 2000, diretamente para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2001.”

    Como está escrito o Módulo Amarelo era equivalente a 2ª Divisão, e o Paraná Clube e o São Caetano FICARAM EM 1º E EM 2º, respectivamente, no campeonato. Então ele não foram resgatados, sim subiram por terem sido os campeões da Segunda Divisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>