4 nov

Nos Anos 80, a Taça de Prata…

Brasileirão, História

De José Renato Sátiro Santiago Jr

O Campeonato Brasileiro de Futebol começou a ser disputado em 1971.

Entre 71 e 79 as equipes eram convidadas para participar.

Naquela época a frase: “Onde a Arena vai mal mais um time no Nacional” era “obedecida” pela CBD, a Confederação Brasileira de Desportos, responsável pela organização dos Campeonatos Brasileiros.

Apenas para recordar, a Arena era o partido do regime militar e não existia a CBF.

O Campeonato Brasileiro não tinha número definido de equipes.

Ilimitado.

Uma prova disso é que, enquanto em 1971 o campeonato teve 20 participantes, o de 1979 teve 94.

E não contou com a participação de equipes importantes tais como Corinthians, Santos e São Paulo que estavam “ocupados” com o campeonato paulista.

Ainda em 1979, o Ministério da Educação e Cultura resolveu estruturar entidades especificas para cada esporte e criou a CBF.

Uma das promessas de campanha de Giulite Coutinho, que assumiu a presidência da CBF em 18 de janeiro de 1980, era reformular o B rasileirão.

Ele definiu critérios objetivos para indicar os seus participantes.

O esolhido foi a classificação dos estaduais.

No começo dos anos 80, a CBF estruturou a Taça de Ouro, que contaria com as equipes que tivessem obtido as melhores classificações em seus respectivos estaduais, e a Taça de Prata, com outras equipes que não obtiveram vaga na Taça de Ouro.

Vamos considerar como exemplo de 1982:

As sete equipe mais bem qualificadas no Campeonato Paulista de 1981, que acabou em 29 de novembro daquele ano, conseguiram vaga para a Taça de Ouro de 1982, a principal divisão do futebol brasileiro.

Foram elas, pela ordem: São Paulo, campeão, Ponte Preta, vice-campeã, Guarani, Santos, Internacional de Limeira, XV de Jaú e São José.

A seguir, foram indicadas para a Taça de Prata, a divisão abaixo a Taça de Ouro, as 4 equipes com maior pontuação, após as primeiras sete: Corinthians, Portuguesa, Palmeiras e Juventus.

Em 1981 ainda foi disputada a Taça de Bronze, com times que não participaram das Taças de Prata e de Ouro.

Até hoje a CBF considera os jogos disputados na Taça de Ouro, como os da Primeira Divisão, os da Taça de Prata como os da Segunda Divisão, e os da Taça de Bronze como os da Terceira Divisão.

Com relação a Taça de Prata é importante considerar algumas questões de regulamento.

Entre 1980 e 1983, as equipes que mais se destacaram nas Primeira e Segunda Fase da Taça de Prata conquistaram o acesso para a Taça de Ouro no mesmo ano. Em suma, ainda tiveram chances de conquistar o título da Divisão Principal.

As equipes que conquistaram o acesso nessas edições foram:

1980: América SP, Americano, Bangu e Sport;

1981: Bahia, Náutico, Palmeiras e Uberaba;

1982: América RJ, Atlético PR, Corinthians e São Paulo RS;

1983: Americano, Botafogo SP, Guarani e Uberaba.

Entre as equipes que obtiveram o acesso no mesmo ano, apenas o Corinthians em 1982 fez uma campanha de destaque e avançou para as semifinais da Taça de Ouro, quando chegou à quarta colocação.

Entre 1980 e 1982, as equipes da Taça de Prata que não conquistaram o acesso para a Taça de Ouro no próprio ano, continuaram na disputa pelo título da Taça de Prata, e as mais bem sucedidas tiverem vaga para a Taça de Ouro do ano seguinte:

As equipes campeãs nestes anos foram:

1980: Londrina (nesta edição o vice-campeão também obteve o acesso para a Taça de Ouro do ano seguinte, o CSA);

1981: Guarani;

1982: Campo Grande.

As regras que mudavam com certa freqüência eram divulgadas antes do início de cada competição.

Em 1982 e 1983, as equipes eliminadas da primeira fase da Taça de Ouro eram rebaixadas no mesmo ano para a Taça de Prata.

As equipes rebaixadas nestas edições foram:

1982: América RN, CSA, Desportiva, Ferroviário, Goiás, Itabaiana, Joinville, Mixto, Nacional AM, Ríver PI, Taguatinga e Vitória BA,;

1983: Brasília, CSA, Ferroviário, Fortaleza, Galícia, Joinville, Juventus, Mixto, Moto Clube, Paysandu, Rio Branco ES e Treze.

Em 1983, em especial, o Juventus, que foi rebaixado naquele mesmo ano, conquistou o título da Taça de Prata, o título da Segunda Divisão.

15 respostas a Nos Anos 80, a Taça de Prata…

  1. Fabio disse:

    Prezado José Renato, acho que o criterio aplicado para a Taça de Prata deveria ser aplicado ao campeonato paulista com os módulos verde e amarelo.
    PS: O Orlandinho te mandou um abraço!

  2. Fernando disse:

    Fabio,
    daí não vale, porque vai prejudicar o SP.
    Assim como também não vale falar da Taça União, senão ajuda o Flamengo.
    E muito menos do Campeonato Mundial de Clubes da Fifa de 2000, essa daí só começou a valer em 2005, quando o SPFW ganhou.
    Aqui é Dura Lex, Sed Latex… Pros inimigos a lei e pros amigos "OS BENEFÍCIOS DA LEI"…
    Até o Birner discorda do cara, ou seja, nem precisa dizer muito.

    José Renato, uma dica: Junte-se ao Paulinho e vá comentar Fórmula 1.

  3. Wellington disse:

    Excelente levantamento! Parabéns!
    Giulite Coutinho moralizou e melhorou o Campeonato Brasileiro de então, mas as fórmulas de disputa ainda eram incrivelmente esdrúxulas.

  4. Paulo Luciano da Silva disse:

    Ta…

  5. José Renato disse:

    acho???me desculpe eu não acho, só informei o que aconteceu…um abraço

  6. José Renato disse:

    equívoco…por favor se informe melhor sobre o que já foi publicado…um abraço

  7. AUGUSTO CESAR disse:

    Pontos corridos!Pontos corridos!Pontos corridos!Pontos corridos!Pontos corridos!Pontos corridos!Pontos corridos!

  8. ronan disse:

    Confesso que nem me lembro dessas taças… Interessante. Então, segundo a CBF o curintia já é veterano na segundona… rs Bacana a explicação.

    • Antonio Carlos de Carvalho disse:

      Como você é b…o
      Os Times Beneficiados pelas “Viradas de Mesa”
      Se Taça de Prata é segunda divisão, anta, então o
      Santos caiu em 1982.
      “Em 1982, o Santos ficou apenas em décimo no campeonato paulista que era classificatório para o campeonato brasileiro. Deveria disputar a Taça de Prata em 1983, no entanto, o critério para definição dos participantes foi deixado de lado, e o Santos foi convidado a disputar a Taça de Ouro de 1983, quando chegou a um surpreendente vice-campeonato.
      Fonte: http://blogdobirner.virgula.uol.com.br/2008/03/28/os-times-beneficiados-pelas-viradas-de-mesa/

  9. osmar de freitas cai disse:

    deveria ter informações dos jogos da taça de ouro e de prata

  10. osmar de freitas cai disse:

    muito ruim as informações pois a ferrinha não está presente no site

  11. rubens reis freitas disse:

    Gostaria de um esclarecimento: O Inter de POA só conseguiu entrar no campeonato Brasileiro atraves da Taça de Prata pela 1ª vez ?

  12. adauri disse:

    fale do campeão que foi o campo grande por favor

  13. Márcio Marinho-João Pessoa-PB disse:

    José Renato,bom dia! gostaria de saber e ver comentário ou mesmo imagem de um JOGO entre RIVER-PI contra oFLAMENGO-RJ PARECE que foi em 1977ou1978ou1979 pela taça de ouro provavelmente.Esse JOGO FOI NO PIAUÍ,pois tenho um TIO meu Q JOGOU NO RÍVER E FEZ UM GOL NO FLAMENGO-RJ com ZICO,JÚNIOR…E O GOLEIRO ERA CANTARELLI.Agradeço de coração por essa informação muito importante para mim.DEUS o abençõe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>