9 dez

Ano que vem, tudo igual no apito.

Birnadas

De Vitor Birner

Os árbitros são os maiores alvos de críticas durante a temporada.

Nem os atletas de baixo nível irritam tanto os amantes do futebol

Aliás, os torcedores andam bonzinhos com os grossos.

Depois dos apitadores, as maiores “porradas” sobram, por ordem, para o treinador, cartola, e quem sabe, as vezes até para o jornalista.

São posições bem diferentes.

Todos os técnicos tentam montar times fortes e competitivos.

O cartola padrão é mais interessado que apaixonado.

O jornalista sequer faz parte do espetáculo.

Já o atleta chuta, corre, dribla cabeceia, marca…

De qualquer forma, nada é mais insuportável que arbitragens ruins.

Se não utilizarem a eletrônica, aumentarem a quantidade de árbitros em campo e trocarem as interpretações por critérios claros e diretos, o número de erros só diminuirá ao acaso.

Sem controle, as coisas acontecem de maneira aleatória.

É óbvio.

Pode até piorar em 2009.

A única certeza é que errarão bastante caso nada mude.

35 respostas a Ano que vem, tudo igual no apito.

  1. Maurício disse:

    Sou totalmente contrário a sua proposta, pois esse aumento de críticas com os árbitros só ocorreu após o uso indiscriminado de câmeras pelas emissoras de tv e o despreparo dos analistas de arbitragam, que se acham gênios. Antes o máximo que havia era polêmica e folclore, hoje é o apito amigo. Veja a transmissão de jogos internacionais como nossos narradores e comentaristas marcam muito mais falta que o árbitro em campo e ficam indignados quando árbitro nada marca.

  2. José R. Albuq disse:

    Big Birner,

    Imagine só…você trabalhar observado por milhões de "entendidos", que palpitam sem a menor dó e compromisso sobre o que você esta fazendo. Imagine você trabalhar aplicando regras que "não" são claras, como a maioria as regras e leis (apeasr do Arnaldo Cesar Coelho falar o oposto). Imagine você trabalhar muuuuito pressionado, por dirigentes que somente vêem o seu interesse político (no caso pelos cartolas dos clubes e das federações estaduais), por empresários movidos por interesses, exclusivamente, financeiros (os empresários dos jogdores), por técnicos no assunto direcionados pelo interesse profissional próprio apenas (como os técnicos dos clubes), por pessoas cegas emocionalmente (como os torcedores, que são capazes de ver, ou de não ver, de acordo com a circunstãncia, pelo em ovo) e pelos atletas (como no caso dos jogadores de futebol) capazes de atrapalhar o seu trabalho, o tempo todo, apontando infrações que NUNCA são contra si (ou o seu time), com a clara intenção clara de colocar aquele que te paga (o torcedor) contra você.

    Ahhhh…não podemos esquecer o papel da mídia. Imagine que as decisões que você no toma na execução do seu trabalho sejam discutidas, quetionadas na frente de milhões de pessoas. Pior…a sua índole seja questionada…e sem medo.

    Estou longe de querer justificar arbitragens ruins, mas NÓS todos (dirigentes, jogadores, midias, torcedores, empresários,,,todos que atuam nesta cadeia) somos responsáveis pelas péssimas arbitragens.

    Se coloque no lugar deles e verá que é muuuito complicado. Antes do juiz decidir sobre um lance polêmico, ele verá primeiro o que é melhor para ele…aí ele decide. Afinal…os lances dos jogos são "interpretativos" mesmo. Sempre haverá uma razão para marcar e outra para não marcar.

    Daí os "favorecimentos" aos times mais "fortes". Ninguem quer brigar com o camarada mais forte.

    Mas afinal…ninguém obrigou eles a seguir esta carreira. Há o livre arbítrio. Então…aguentem a pressão.

    Abraços.

  3. Leo Lemos disse:

    Birner,

    acho que o maior problema da arbitragem no Brasil é que os árbitros não tem amparo nenhum, só recebem pressão.

    Se ele erra, vem o dirigente do clube que se sentiu prejudicado, reclama com o pateta da arbitragem brasileira, afastam o árbitro por 2 rodadas e pronto.

    Nisso, o Armando MArques era correto. Quando aparecia alguém reclamando dos árbitros para ele, ele dizia: "errou, lamento muito, vou adverti-lo, mas vai continuar apitando"

    Sem falar que o bendito sorteio instituido pelo Estatuto do Torcedor provocou distorções nas escalas, fazendo com que árbitros bem condicionados fiquem de fora de algumas rodadas enquanto, outros se arrastam em campo porque apitam 3 vezes por semana.

  4. Visão Descone disse:

    Bom dia Vítor,

    Você viu ontem a reação do Simon ao receber o seu prêmio de 3º melhor árbitro do Brasileiro/08? O cara surtou! Quebrou o protocolo e disse poucas e boas a quem estava ou não ali e se considera seu critico. Disse que os jogadores são verdadeiros atores e que a família dele estava de parabéns por ter um excelente árbitro na família. Fez elogios rasgados aos bandeirinhas do Brasileiro. Inclusive àqueles que apitaram os jogos do São Paulo contra o Botafogo e contra o Goiás. Não é um absurdo!?!
    Esse comportamento megaloegocêntrico deste cidadão é o mesmo que ele leva para apitar os jogos nos quais é escalado. Se ele for apitar Rosita Sofia contra o Baraúnas… Nem é percebido, capaz até de apitar bem. Agora, se em campo estiverem dois, ou mesmo um time grande do país… Aí o bichinho cisma de abrolhar e tudo pode acontecer. Este árbitro representará o Brasil na Copa do Mundo. Ou seja, aquela imagem que a Seleção de 2006 deixou na Alemanha será realçada na próxima Copa. Incompetência e arrogância.

    P.S Bírner, se esta mensagem estiver se reproduzindo em seu espaço, por favor, publique apenas uma. Meu computador está em ritmo de festa.

  5. Marcelo Branco, de H disse:

    Vizinho, concordo em 100%. Defendo exatamente isso há anos.
    O pior é ouvir nas mesas redondas da vida que é essa polêmica que faz o futebol ser apaixonante, que se não houver erros a serem discutidos o futebol não tem graça… Pára com isso !!
    Abs.

  6. Binho disse:

    Não vai mudar. então mais uma vez SPFW campeão… e ano que vem talvez tenha show do U2…

  7. Fabiano Ribeiro disse:

    Caro Vitor, eu sou um dos milhões de brasileiors que gostam de futebol, discute, opina etc… somos conteporâneos, idade próxima, vimos coisas ruins e boas nos campos de futebol, mas sinceramente eu acho que a arbritagem de hoje é melhor que a arbritagem de 20 anos atrás, concordo com a tese de que hoje se vê os erros que antes as centenas de câmera de TV não mostravam, arbritos ruins sempre tivemos, erros sempre tivemos mas, hoje a exposição é maior, vejo os bandeirinhas errando muito pouco, claro com execssoes, mas penso que são bem mais treinados que antigamente.
    abraços
    e saudações São Paulinas.
    FR

  8. Rafael Machado disse:

    Birner,

    sei que não tem muito com o post, mas vai uma “denúncia”.

    O Bezerrão é um estádio que não durará muito. Ao menos as arquibancadas.

    Digo isso porque elas, as arquibancadas, são feitas de concreto, mas com um ângulo que “proporciona” o acúmulo de água nos degraus…

    O asfalto em Brasília é um lixo, porque durante parte do ano é muito seco e em outra parte chove demais…

    Da mesma forma, creio que o Bezerrão necessitará de nova reforma em no máximo 2 anos.

    Acontece que acabaram de gastar módicos R$ 55.000.000,00 no estádio…

    Isso sem contar que o gama não tem nem hospital para receber torcedor ferido…

    É isso.

    Abraço.

  9. Ednaldo Costa disse:

    Olá, Birner
    É correto afirmar que este desempenho do Sao Paulo no campeonato brasileiro é o principal sintoma da baixa qualidade dos clubes brasileiros? Pois se só um clube consegue se destacar é porque os demais confessam sua incompetencia. É isso mesmo?

  10. Ricardo Lopes disse:

    Se for igual pode dar o título para o SP.

  11. Fabiano Andreatta disse:

    Vítor, gostaria de ouvir a sua opinião sobre o seguinte fato : na final de 2005, o CORINTHIANS foi arduamente criticado, pela grande maioria da imprensa, em razão do pênalti não marcado no jogo contra o Internacional,e pela expulsão de Tinga no mesmo lance. Falaram em esquema, gastaram-se páginas e páginas de jornais, horas de TV e rádio, e nunca se provou nada sobre aquela partida.

    No Domingo, situação absolutamente semelhante : o lance Capital do Jogo (e do campeonato) decorreu de um erro absurdo do árbitro da partida. A reação da Imprensa ?? Nenhuma. Muitos, até disseram ser ilegítimo e uma perda de tempo comentar o fato.

    Estamos diante da política do "2 pesos e 2 medidas " ??

    Um forte abraço,

    Fabiano Andreatta
    36 anmos, São Paulo/SP

  12. Loy disse:

    Vitor,
    Sinceramente não acho que os erros (de fato) de arbitragem sejam tantos assim. Acho até que são bem menores do que possa supor a maioria das pessoas.
    O que são muitas (e irritantes) são as "opiniões" sobre arbitragens. Cada cidadão, cada torcedor, cada mortal enfim, tem uma opinião diferente e uma interpretação pessoal de cada decisão do árbitro. Acho que se prestassemos menos atenção neles, se deixassemos de lado essa nescessidade absurda de justificar cada derrota com "desculpas" extra-bola, extra-jogo, o futebol seria bem melhor. Seria mais entrenimento e menos cesta básica. A gente se divertiria mais e adoeceria menos, Enfim, teriamos uma relação com o jogo mais saudável.
    Sãopaulinos foram assassinados pelo simples fato de serem sãopaulinos. Acho que alguma coisa tem que mudar nessas nossa relação com esse "esporte". Acho que somos todos um pouco culpados disso. Abraço e Feliz Natal, Loy

  13. birner,o que vc achou da atitude das pessoas que vieram ao premio lá e premiaram o simon e vaiaram o simon na confusa eleição da CBF?

  14. Victor disse:

    Grande Birner!

    E essa estória do São Paulo disputar o Paulista com time reserva. O que você acha disso?
    Pode ser o começo do fim dos estaduais como você já tinha previsto um tempo atrás?
    Eu acho mais que certo, não vale nada, não há muito retorno financeiro e a torcida mal comemora. E sem o estadual o time fica com um excelente tempo de preparo para as competições que realmente interessam.

    O que que você acha de tudo isso?

    Abraços!!

  15. Ricardo Pereira disse:

    E errarão mais a favor do clube nefasto, não é Birner?

  16. Rodrigo Augusto disse:

    Birner, acabei de ler que o Ceni está com tendinite…é verdade?
    Parece que é de tanto erguer troféus….
    E time que só me da alegria!!!!!!!

    Abraço!

  17. Paulo S disse:

    Este factóide somente interessa aqueles tipos, ditos torcedores que infestam o futebol nacional. Que veem no adversário um inimigo e para os quais o adversário sempre vence sem mérito.
    O grande campeão, que vem há muito desfilando competência no futebol nacional, conquistando vários títulos nacionais e internacionais inspira inveja, não a boa, mas a detratora.
    O sucesso incomoda, especialmente aos incompetentes.
    Terão um prato cheio para continuar a desfilar suas teorias conspiratórias, fundada em elucubrações fantasiosas, é deste esporte que gostam, não do futebol.
    Mas a caravana da vitória, da verdade, do sucesso, do trabalho continuará a passar…

  18. CAIO FC disse:

    EU QUERIA VER A CARA DE FRUSTAÇAO DA IMPRENSA SE O RONALDO NAO IR PARA O CORINTHIANS

  19. Jota disse:

    Os únicos que podem achar bom "Ano que vem, tudo igual no apito" são os beneficiados de sempre.
    Quem será heim?
    "Sem controle, as coisas acontecem de maneira aleatória"
    Pode ficar tranqüilo, o "aleatório" vai continuar a seu favor…

  20. CAIO FC disse:

    VC É UM DELES BIRNER ENDEUZA MUITO O CAMPEONATO BRASILEIRO ELOGIA MUITOS JOGADORES RUINS

  21. Justiceiro disse:

    Birner, pára com isso. Se o recurso eletrônico começar a ser usado, haverá menos espaço para a pressão sobre a arbitragem nos bastidores. E aí certo clube vai dançar…

  22. José Am&eacut disse:

    Acho que tudo passa por mudanças mesmo. A tecnologia provoca revoluções em todo o esporte e só a FIFA não admite isso, pois nega insistentemente seu uso no futebol. Acho que seria necessário termos dois árbitros em campo nas competições nacionais, em que há maior capacidade de pagar pelo custo a mais. Estaduais e regionais manteriam-se somente com um árbitro.

    O uso da eletrônica deveria ser restrito a poucas situações, inicialmente, e de forma limitada, senão os clubes poderiam usar do artifício de reclamações para esfriar os jogos. Ademais, sou favorável também ao controle das faltas, o futebol brasileiro é uma verdadeira imoralidade, com média superior a 40 faltas por partida. Gostei daquela idéia que tiveram certa vez no Campeonato Paulista: a partir da 11a falta é tiro livre.

    Queremos ver bons jogos de futebol, em que a bola role e que a arbitragem possa manter controle do jogo, sem permitir vantagens indevidas a ninguém, no limite do possível, de forma que não se cria empecilhos ou entendie o andamento da partida.

    Por fim, quanto ao fim dos Estaduais, acho que é uma boa idéia, desde que se permita a criação de Campeonatos Regionais. A existência dos Estaduais só favorece à manutenção dos mesmos cartolas de sempre no comando das Federações combalidas.

  23. Roni disse:

    Grande Lédio, o que você achou da entrevista do Del Nero (presidente da FPF) ?
    Del Nero se "explicando" sobre o caso Tardelli?
    aquilo foi um absurdo, não acha? como alguém faz o que ele fez, por conta de um suposto "telefonema" que poderia ser de qualquer um. Isso não te parece armação, por conta de todo o pano de fundo que envolve (Del Nero – Reinaldo – Compa 2014 – Morumbi ) ??
    Isso não merecia uma ação judicial do Tardelli e ou SPFC, contra ele?
    Aguardo sua resposta,
    Abraço!

  24. Eduardo Costa disse:

    Birner, quais os reforços do tricolor?

  25. Fernando disse:

    Birner,
    espero que no ano que vem a arbitragem erre de forma igual para todos os times.

  26. Geraldo Milagre disse:

    É impossível os árbitros e bandeiras competirem com a visão das câmeras. É isso que os faz parecer uns incompetentes. A câmera lenta e o replay sempre vai mostrar que eles erraram e daí colocar a torcida contra eles. Se os comentaristas e torcedores tivessem que criticar com base no que seus olhos fosse capaz de ver dentro de campo, estaria tudo bem. Então, como as câmeras vieram pra ficar, a questão que se poe pra arbitragem é: ou introduz o uso intenso de tecnologia ou continua errando muito e tendo seus erros dissecados pela mídia.
    Outra coisa que devia mudar urgente é a forma de contar o tempo de jogo. Tem que ser contado o tempo de bola rolando, não o tempo total. Dois tempos de 30 mim de bola em jogo estaria ótimo.

  27. Altair Tadeu Fantin disse:

    Acho melhor não porque to achando que nos próximos anos vão errar mais em favor do Corinthians que do SPFC.

  28. Paulo Luciano da Silva disse:

    Birner. Pronto, o Corinthians salvou todo mundo.

  29. Paulo S disse:

    A acusação, qualquer, deve ter elementos sérios de convicção.
    Porque importa sempre em agravo a honra de alguém.
    Ninguém tem que provar inocência. Este é um princípio basilar em qualquer Estado de Direito.
    A prova incumbe a quem alega, especialmente a quem acusa.
    Respeitar esta máxima torna os homens capazes de viver em sociedade porque é premissa de que se praticará o respeito a dignidade humana que compreende a sua personalidade e seus atributos, entre os quais a honra.
    Lançar dúvidas, sem elementos, contra toda uma instituição ou colocá-la sob suspeição, mesmo que subliminarmente, é uma ofensa generalizada a todos aqueles que representam e até pertencem a esta coletividade.

  30. Bruno Larizza disse:

    Para melhorar as arbitragens daqui é simples, basta pararem de dar qq faltinha, deixarem o jogo correr. Afinal futebol é esporte de contato. Mas tambem tem q investigar (no Brasil é dificil) esses aliciamentos q ocorreram na ultima rodada e q deve ter ocorrido nas demais. Mas NINGUEM está nem ai para isso, oq importa é o CIRCO para o povo.

  31. AUGUSTO CESAR disse:

    Preocupante,se não melhorar vai ficar difícil.Teremos campeonatos modificados pelos erros.

  32. Claudio disse:

    VITOR BIRNER, Quando nós torcedores do Palmeiras falamos de um fato(inclusive tem na internet links com vídeos dos lances): que o São Paulo foi mais beneficiado pela arbitragem do que prejudicado, todos joranlistas dizem que é besteira. Erros acontecem. Quando o São Paulo veta um árbitro, como fez com o Simon, Salvio Spinola e outro que anulou gol do Adriano contra Corinthians, e diz publicamente através de seus diretores que veta porque se sentem perseguidos por estes árbitros que erram demais só contra o São Paulo. A diretoria do São Paulo, na verdade, está colocando que os árbitros erram intencionalmente contra o São Paulo, portanto, questionam o caráter e a moral dos árbitros vetados. E isto a imprensa aceita e elogia, inclusive dizendo que o São Paulo é muito bom nos bastidores, está a frente dos outros e é inteligente ao vetar e pressionar árbitros. E a consequencia é que os árbitros acabam errando a favor do São Paulo, até porque sabem que o São Paulo pode prejudicar suas carreiras, os outros times não. Se dizem que a FPF jogou sujo ao levantar a hipotese de um suborno, talvez com outras intenções, você não acha que o São Paulo joga sujo ao questionar a honestidade dos árbitros que veta. Inclusive tinham enviado carta de desagrado ao Tardeli na quarta-feira. Mas desta vez, segundo o diretor, por questões técnicas.

  33. Paulo S disse:

    A ninguém é crível esta história do tal envelope que sería mas não foi, porque poderia ser, mas não é.
    Quem deveria esclarecer tal “denúncia” até agora apenas confundiu mais do que clareou os fatos.
    Aliás afirmou que até nada pode ter havido (sic).
    Na verdade tudo isto se configura um desrespeito ao futebol, ao legítimo campeão São Paulo, ao torcedor, à opinião pública, e à inteligência de todos.
    Este factóide somente interessa aqueles tipos, ditos torcedores, que infestam o futebol nacional. Que veem no adversário um inimigo e para os quais o adversário sempre vence sem mérito.
    O grande campeão, que vem há muito desfilando competência no futebol nacional, conquistando vários títulos nacionais e internacionais inspira inveja, não a boa, mas a detratora.
    O sucesso incomoda, especialmente aos incompetentes.
    Terão um prato cheio para continuar a desfilar suas teorias conspiratórias, fundada em elucubrações fantasiosas, é deste esporte que gostam, não do futebol.
    Mas a caravana da vitória, da verdade, do sucesso, do trabalho continuará a passar…

  34. carlos alberto disse:

    Colocar na "ruindade" dos árbitros a causa das decisões tendenciosas em campo é uma maneira olímpica de camuflar o real problema, que é o político, nos bastidores da CBF.

    Àqueles que execram o BR/05 são os mesmos que festejam os outros subsequentes.
    Se aquele resultado foi fabricado, o que impede de os outros não o serem? Afinal, os homens são os mesmos.

  35. Claudio disse:

    Carlos Alberto (Comentário de carlos alberto — 12/10/08 @ 11:28), sou palmeirense e acho que você é corintiano. Concordo com você. Falam tanto do campeonato de 2005, mas este de 2008 foi bem parecido. Várias atitudes do STJD, desequilibraram o campeonato e demonstraram falta de critério e justiça. Muitos erros de arbitragem, e o campeão, comprovadamente muito favorecido(não entro no mérito de dizer se coincidência, pressão, ou favorecimento ilícito). Mas todos, principalmente jornalistas e dirigentes de futebol, não são sérios em suas análises e conclusões. Porque depende muito do time que torcem. E depois ainda falam que empresários escalam seleção, que Peru entregou para Argentina em 78, que Corinthians ganhou roubado em 2005, que a Traffic tem influência na CBF e ajuda Palmeiras. Ora, imaginem se o Palmeiras ou Corinthians enviassem ingressos de shows para o vice-presidente da FPF(e isto foi confirmado por diretor do SPFC). Seria considerado mensalão, suborno, anti-ético, conflito de interesses, etc. Mas como é o São Paulo, é só uma cortesia de um clube super estruturado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>