22 jan

Mais rigor nas punições aos árbitros

Birnadas

De Vitor Birner

Como a eletrônica é proibida no futebol, os apitadores e cartolas são quase os mesmos e nada prático e diferente capaz de diminuir a quantidade de erros dos árbitros aconteceu, você que fica indignado com injustiças no esporte pode preparar o fígado.

Não tenho NENHUMA razão para acreditar que as coisas irão melhorar.

Se os responsáveis pelo futebol brasileiro e arbitragem dos jogos querem evitar nossas irritações e desconfianças, sugiro que excluam os donos de grandes falhas dos jogos decisivos.

Por exemplo: Paulo César de Oliveira que cometeu a gafe em Barueri 2×2 Palmeiras foi suspenso por 5 jogos.

Justo apenamento, sem dúvida!

Mas seria mais interessante e teria impacto maior se a pena incluísse também a proibição de escalá-lo nas semifinais e finais do paulistinha.

Imagine a manchete: “Árbitro está fora das 5 próximas rodadas e da fase final após erro”

Apitadores adoram jogos decisivos. Que façam por merecer a presença neles.

Paulo César tem qualidade para arbitrar confrontos importantes. Todavia precisa mostrar isso na prática durante a competição.

Se não, sempre haverá aquela desconfiança.

Enquanto uns dirão, na hora da partida que resolve a vida do clube, que ele já o prejudicou e tem algo contra a agremiação, o oponente falará que o apitador está pressionado, e por ter falhado noutra oportunidade, trabalha com medo de errar.

Vamos evitar isso.

58 respostas a Mais rigor nas punições aos árbitros

  1. A conveniência do erro

    Num futuro distante, as arbitragens do futebol atual parecerão excrescências de tempos entrevados. Os jovens gargalharão, incrédulos, quando souberem que há recursos técnicos disponíveis para garantir a justiça dos resultados, mas as autoridades do esporte simplesmente preferem as decisões inapeláveis de três humanóides falíveis.
    A maior incongruência de tolerar os equívocos dos juízes não se resume às justificativas toscas envolvendo a “emoção do espetáculo”. Absurdo ainda maior é saber que milhões de telespectadores acompanham imediatamente cada pequeno disparate, reconhecendo injustiças e logros, enquanto o universo paralelo das competições prossegue sua farsa escancarada e impune.
    É inútil insistir na falácia do controle exercido pela imprensa, que continua omissa mesmo depois de episódios desmoralizantes como o de Edilson Pereira de Carvalho. Ninguém contabilizou os pênaltis marcados a favor do Vasco na série B de 2009, para ficar num exemplo recente e talvez menor de favorecimento. E a campanha contra jogos em altitude é exemplo dos limites da vontade polemizadora da crônica.
    Abandonemos desde já a idéia de inchar a arbitragem. Bastaria disponibilizar imagens para verificação imediata pelo quarto árbitro, permitindo o recurso dos times que se sentirem lesados e a possibilidade de reverter decisões equivocadas.
    Porém, como sempre, as mudanças só serão possíveis quando clubes e confederações poderosos descobrirem o fel do prejuízo irremediável. Cedo ou tarde, o errar humano deixará de lhes parecer tão interessante.

  2. Virson Holderbaum disse:

    Birner,
    tá mais do que hora de introduzir tecnologia na arbitragem. Aqui em Santa Catarina, também conhecido como o Estado Alterado de Consciência, não há rodada em que os juizes e bandeirinhas cometem erros graves, que acabam por alterar completamente o resultado e a justiça do jogo. Vide os últimos jogos de Avai e Figueira.

  3. Ricardo disse:

    Boa tarde Birner,
    Os Árbitros Brasileiros não são citados desde 1994 na lista dos melhores Ábitros do mundo feita pela IFFHS,exceto uma indicação feita para Márcio Rezende de Freitas,sim,ele mesmo,em 2004.Durante esses 15 anos só uma indicação.
    Isso mostra como a arbitragem Brasileira esta sem moral no Brasil e no Mundo.

  4. PAULO CÉSAR disse:

    O ERRO DO PAULO CÉSAR OLIVEIRA, NÃO FOI TER VALIDADO O GOL IMPEDIDO, FOI NÇÃO TER MANDADO VOLTAR A COBRANÇA DO PÊNALTI, POIS 2 JOGADORES DO PALMEIRAS JÁ HAVIAM INVADIDO ÁREA, MUITO ANTE SDO JOGADOR TER BATIDO NA BOLA, MAS PUNIRAM-NO PORQUE SUPOSTAMENTE PREJUDICOU O palmeiras VAI ENTENDER.

  5. Paula disse:

    Acho que deviam punir quem é de direito. Nenhuma pessoa em sã consciência ou sem ter absoluta certeza vai contra um bandeirinha em um lance de impedimento. Apesar dele ser a autoridade maior, não foi ele quem escolheu o seu bandeira… então , para mim, ele não tem responsabilidade nenhuma sobre suas ações.

  6. Glauco disse:

    A arbitragem já mostra que é ruim desde a copinha, e pior, como falam que querem menos violência se um juiz de jogo de divisão de base não pune agressões e faltas violentas conforme se viu na final da copinha?

  7. AMBROSIO disse:

    Jogador que errar um passe de 5 metros, jornalista que errar o nome do jogador na transmissão, tecnico que errar na escalação, dirigente que errar na contratação…

    Arbitros devem ser severamente punidos…cade os outros?

  8. Erick Medeiros disse:

    Fala Birner!!!

    Passando só pra dizer que garfaram o verdão DE NOVO contra o Ituano!!!

    Começou cedo esse ano…

    Abraço,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>