17 mar

O Padre muito amigo do Papa Francisco e ‘hincha’ fanático do Racing

Geral

De Vitor Birner

O Padre Juan Gabriel Arias é muito amigo do Papa Francisco.

A fé cristã, a vocação religiosa e o amor pelo futebol, apesar da rivalidade em campo, os aproximaram.

Ambos moraram na capital da Argentina e torcem para times portenhos.

O de posto mais alto na hierarquia católica, alenta o campeão da Libertadores, enquanto o personagem principal deste post ama o detentor do último título no principal torneio nacional.

Jorge Mario Bergoglio, então arcebispo de Buenos Aires, dava total apoio ao jovem padre Juan, que em fazia seu trabalho na pastoral com as torcidas, inclusive organizando churrascos apenas para os torcedores do Rancing, na área externa da paróquia Natividad de María.

O ‘racinguista’ fanático Juan, que foi criticado por colocar uma bandeira do clube na cúpula da igreja. viveu diversas aventuras comuns aos torcedores mais apaixonados.

Desde os tempos de seminarista ‘seguiu La Academia por todos os lados’, tal qual se diz na Argentina.

Por isso, pediu e teve a autorização de Bergoglio para acompanhar a partida de volta diante do Sporting Cristal, em Lima, na Copa Libertadores de 1997.

O clima era bastante hostil para as centenas de racinguistas que visitaram a capital peruana.

O governo do presidente hermano Carlos Menen havia negociado ilegalmente armamentos para o Equador, em plena guerra contra o Peru, antigo aliado da Argentina.

O pároco teve que interceder junto aos torcedores e policiais peruanos em defesa do seu ‘rebanho’ para evitar brigar sérias naquele duelo

Conseguiu manter a paz, mas saiu de Lima frustrado por causa da derrota por 4×1, após ver o Racing ganhar por 3×2 no confronto de ida, que provou a eliminação e garantiu o adversário na final do torneio diante do Cruzeiro.

Juan não veste a batina no El Cilindro e exibe a tatuagem na qual o Sagrado Coração de Jesus foi substituído pelo distintivo do Racing.

O vermelho do Independiente é uma cor quase proibida na igreja dele.

A exceção é a capa que cobre Santo Expedito.

As colunas são celestes e as paredes brancas, mesmas cores da sua paixão futebolística e da Virgem de Luján, a padroeira argentina.

Juan Gabriel Arias foi o entrevistado no primeiro bloco do Conxão Sudaca, na Central 3, uma web radio com programação informal (participo do Titulares) e que tem mais opções para quem curte o futebol do continente e cultura de torcidas pela América do Sul.

O padre hincha contou algumas aventuras nas ‘canchas’ desde quando era seminarista, e não perdeu a oportunidade de reclamar de dirigentes que levaram seu time amado à falência e ao rebaixamento.

A qualidade do som não ficou das melhores, pois o bate-papo de Matias Pinto (me enviou o conteúdo da matéria, por isso ela é dele e dos colegas que participaram da entrevista. Eu apenas a redigi ) me contou a história do post e fez um texto que serviu como referência para este), Felipe Dominguez e Leonardo Lepri Ferro com ele foi por skype, e Juan mora em Maputo, Moçambique, aonde é Missionário, e lá o sinal da internet é pior que no Brasil.

Mas, se quiser tentar ouvir, coloquei o link no post.

Hoje o campeão argentino, líder do grupo na Libertadores, irá à Lima encarar o Sporting Cristal.

Perdeu em Avellaneda, semana passada e terá o retorno de Diego Milito para tentar vencer.

19 respostas a O Padre muito amigo do Papa Francisco e ‘hincha’ fanático do Racing

  1. César disse:

    O Racing já esteve perto da falência e sobreviveu ! É isto que o Palmeiras tem que se mirar ! Este exemplo ! Já que cair duas vezes é pior do que uma falência ! Pra mim o Palmeiras é um time pequeno !

    • ROCCO-SP disse:

      Cesar, eu como torcedor do PALMEIRAS, vou dormir na pia por causa da sua opinião!
      Esse time pequeno está se erguendo sem precisar fazer ALIANÇAS NEBULOSAS, com CBF, LULA GLOBO E BLATTER !
      Já comprou seu CIDS hoje?
      CIDS ( CURINTCHIANO INADIMPLENTE DESESPERADO,SOCORRO)

      • ROCCO-SP disse:

        Ah, você é são paulino, desculpe !
        Então saia de cima do muro, que o PALMEIRAS ainda não descartou mais ninguem, o ultimo foi o WESLEY!
        A fase está tão deprimente que se o PALMEIRAS descartar um cortador de grama, vcs aceitam!

        • ROCCO-SP disse:

          Quando é que teremos outro show na GRANJA MORUMBI ( Pato, Ganso ) com o JUJÚ QUEBRA-BARRACO E MC AIDAR ?

          • César disse:

            Como tirar duas manchas ( rebaixamentos ) da história ? Vai lavar com sapólio ? …E eu sou santista de 78 de Juari,Milton Batata e cia…Não sou vamp,não !

        • César disse:

          Sou peixe,não sou vamp !

        • César disse:

          Se o Paulo Nopre parar de por dinheiro ,babau ! E o meu Santos venceu 2×1 na semana passada ! A lambada ainda esta doendo ? Estão procurando o Robinho ( o original ) até agora ?…Dou risada E tenho pena !

  2. CBarros disse:

    No passado quando reinávamos na América do Sul, se você perguntasse a um torcedor brasileiro se sabia algo sobre o Racing possivelmente a resposta seria a seguinte: Sim sei, é uma corrida de automóveis. Não me surpreendo se logo logo o blog for escrito em espanhol.

    • César disse:

      Eu não concordo Dave ( frase de Billy the Kid ),o Racing é dos clubes mais tradicionais da Argentina e do mundo.O campeonato argentino com tantos clubes com rica história,na libertadores por exemplo eles tem um hepta e um hexa ! E nós ,São Paulo e Santos temos no máximo um tricampeonato ! Conheço muitos siriguelas que são fãs do campeonato argentino e eu entendo eles ! Não fique assim,filho ! Você não confia no seu taco ? Eu confio no seu taco !

    • Filipe Rodrigues disse:

      Pelo visto nao conhece nada de futebol argentino e nem sul americano.

  3. Flavio Renan disse:

    “Pai, perdoai porque ele não sabe o que faz.”
    Agora falando sério, o fanatismo desse padre beira o ridículo…
    São essas coisas que fazem de mim um semi ateu…
    Uma coisa eu garanto, não acredito em “homens” e nem em “escritas suspeitas”…
    Procuro acreditar num ser supremo, um líder, que pode ser chamado de Deus…
    Agora o que falam dele, de Jesus, as vezes até em nome deles… Eu não acredito…
    Sobre o Racing, os melhores são o Bou e o lateral esquerdo Grimi…
    TOP 5 MELHORES TIMES (TITULARES) ARGENTINOS:
    1 – INDEPENDIENTE (Mancuello, Pisano, Albertengo, Papa e etc…)
    2 – BOCA JUNIORS (Pérez, Lodeiro, Osvaldo, Martínez, Cata Diaz e etc…)
    3 – VÉLEZ SARSFIELD (Pavone, Samboeza, Cubero, Caraglio e etc…)
    4 – ESTUDIANTES (Álvaro Pereira, Miño, Carrillo e etc…)
    5 – NEWELL’S OLD BOYS (Fernández, Castro, Maxi Rodríguez, Scocco e Tévez)
    Racing, River Plate, San Lorenzo e Rosário Central, podem ganhar na garra, no conjunto… Mas não tem a qualidade desse top 5…

    • Rafa Frigerio disse:

      Discordo do seu top 5. Muito longe do que tenho visto em TODOS os jogos do campeonato argentino (www.tvpublica.com.ar). O Racing dispõe hoje de um conjunto muito bom, que supera de longe a bola jogada por “los de rojo” (não figurariam nem no meu top 10) e pelo fraquíssimo Velez de hoje…Estudiantes vem se recuperando depois de alguns torneios curtos péssimos. Boca tem horizonte, mas até agora nada que impressione (10 gols no Zamora até o Botafogo-SP faz, com uns 4 do André Santos). O Newell’s, de fato, é um time que manteve a base de seu elenco e joga desde algumas temporadas um bom futebol.
      “La Academia” tem se destacado, de fato, pelo conjunto, mas tem valores individuais relevantes, pra mim, especialmente com SAJA, LOLLO, VIDELA, “LULI” AUED, BOU e o não citado (como?????) DIEGO “EL PRÍNCIPE” MILITO! Vamos Racing carajo! Quem pegar o Racing na Libertas, que se cuide, inclusive o meu todo poderoso de Pq. São Jorge, que joga com muita competitividade, mesmo que sem tanto brilho. Saudações blaquicelestes e alvinegras.

    • Rafa Frigerio disse:

      Agora acho que passa pelo moderador: Discordo do seu top 5. Muito longe do que tenho visto em TODOS os jogos do campeonato argentino (www.tvpublica.com.ar). O Racing dispõe hoje de um conjunto muito bom, que supera de longe a bola jogada por “los de rojo” (não figurariam nem no meu top 10) e pelo fraquíssimo Velez de hoje…Estudiantes vem se recuperando depois de alguns torneios curtos péssimos. Boca tem horizonte, mas até agora nada que impressione (10 gols no Zamora até o Botafogo-SP faz, com uns 4 do André Santos). O Newell’s, de fato, é um time que manteve a base de seu elenco e joga desde algumas temporadas um bom futebol.
      “La Academia” tem se destacado, de fato, pelo conjunto, mas tem valores individuais relevantes, pra mim, especialmente com SAJA, LOLLO, VIDELA, “LULI” AUED, BOU e o não citado (como?????) DIEGO “EL PRÍNCIPE” MILITO! Vamos Racing! Quem pegar o Racing na Libertas, que se cuide, inclusive o meu todo poderoso de Pq. São Jorge, que joga com muita competitividade, mesmo que sem tanto brilho. Saudações blaquicelestes e alvinegras.

      • Flavio Renan disse:

        Você é corintiano? Eu também sou…
        Mas Racing…
        Sou Newell’s Old Boys, pelos jogadores que por lá passaram, especialmente Maradona e Mauro Rosales…
        E também por todos os outros aspectos inimagináveis, me aprofundei na história dos 12 maiores da Argentina (Boca, Ríver, Independiente, Racing, San Lorenzo, Rosário Central, Estudiantes, Newell’s, Vélez, Gimnasia LP, Huracan e Ferro Carril)… Para decidir pra quem torcer… O que mais me motivou no Newell’s, foi saber que Roberto Belangero (Melhor volante da história do Corinthians), passou 3 anos lá, sendo campeão da Série B… Depois disso, a lepra virou um time de primeira divisão e nunca mais caiu… Só falta uma Libertadores para a mídia reconhecer o Newell’s como um dos grandes da Argentina… No sócio torcedor estamos em terceiro da Argentina, e acabamos de acertar o fornecimento de material, com a Adidas alemã (diferente do Estudiantes, que acertou com a Adidas argentina)….

        • Rafa Frigerio disse:

          Como apreciador do campeonato argentino, reconheço a importância do Newell’s no cenário nacional, assim como o rival Rosário Central. Torço pelo Racing Club por tradição familiar, meu pai nascido em 1946 e residente no Brasil desde 1978 foi desde sempre um fanático por “La Academia”, seguindo os passos de meu saudoso avô Juan Bautista. Meu avô que nutria ainda, grande admiração por “El Tricolor”, Almagro Club, time de seu bairro, segundo time da família e do qual meu primo Pablo Maximiliano é torcedor fanático, junto com o irmão do meu pai, que se divide entre “La Academia” y “El Tricolor” (joga hoje a atual Primera B, depois de perder a chance de retornar à B Nacional depois de em um disputadíssimo confronto contra o Brown de Adrogué – já caiu, de novo – pela extinta Primera B Metropolitana, em 2013). Jogou a primeira em algumas oportunidades, mas hoje carece de uma estrutura para o Departamento de Futebol. Tem sua sede social na Calle Medrano, mas manda seus jogos desde 1956 na “cancha” erguida em Jose Ingenieros. Saudações alvinegras, Flávio Renan, rumo ao bi da Libertas e ao tri Mundial.

  4. Jornalista-Abutre disse:

    Se o São Paulo mandar os 15 seguranças baterem no San Lorenzo o Papa vai excomungar eles todos.

  5. Paulo disse:

    O SPFC não tem matéria ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>