27 mar

Muricy tem que peitar meio mundo, alterar o time e ficar no São Paulo

Birnadas, Geral

De Vitor Birner

Em regra, quando um técnico coloca o cargo à disposição e a cartolagem não aceita, ele não termina o contrato no clube.

O post trata da parte tática e doutras que envolvem a permanência do treinador.

Discordo, com muito respeito, de Muricy

Não gosto da concepção de jogo e escalação que Muricy tem colocado em campo.

Meus posts explicam isso.

O 4-4-2 funcionou apenas com Kaká, o responsável pela dinâmica de jogo no vice do Brasileirão.

Sempre achei que Muricy demora para organizar os times, tal qual cito, e sou criticado por opinar, desde o tricampeonato.

Fui chamado de o ‘anti-Muricy’, apenas por não pensar como ele sobre a formação da equipe no primeiro semestre, quando acontece a Libertadores, naquele período.

Sempre o respeitei pela honestidade, seriedade e competitividade.

Inclusive, porque eu podia ser o errado na hora de imaginar o melhor jeito de o time atuar.

Minha tese é que ele adota uma proposta e insiste nela até engrenar, e que poderia abreviar o período para o acerto, evitar derrotas diante de agremiações com elencos piores no mata-mata e criar opções para o time não ficar engessado com uma ou duas maneiras de atuar, se escolhesse forma de atuar mais interessante de acordo com as características do elenco.

Não tenho nada contra a insistência em si. Treinadores, quando têm convicção do que fazem, devem repetir, repetir e repetir para a regularidade aparecer.

Acho, inclusive, que o técnico evoluiu, abriu a mente para mais possibilidades táticas, apesar de os resultadores terem piorado.

Campo falou e ninguém ouviu

O 4-2-3-1 na derrota diante do Corinthians no paulistinha se mostrou mais ajustado que o 4-4-2.

Quando Michel Bastos fez o gol contra o San Lorenzo, o técnico havia trocado, alguns minutos depois do intervalo, o 4-4-2 pelo 4-2-3-1.

Foi o lance típico desse esquema de jogo. O meia, aberto na linha de três, entrou na área, atrás da defesa do rival, para aproveitar o cruzamento feito do lado oposto e a confundiu.

Concordo com Muricy que nem ali o futebol foi realmente convincente.

Mas não há como negar que tanto no Majestoso do pênalti perdido por Rogério quanto contra a agremiação do Papa, a equipe mostrou mais competitividade que nos outros clássicos, quando tomou baile na estreia da Libertadores, vareio do Santos apesar do empate ( Ceni fechou o gol) e um passeio do Palmeiras (a expulsão de Toloi pesou muito).

O treinador deveria, com o atual elenco, preparar o 3-4-3 para ter mais chegada na frente, mas agora não é o momento de fazer isso. pois precisará realizar profundas alterações, ajustes e até a adaptação de jogador noutra posição, porque será fundamental ter mais velocidade na zaga que pode ficar exposta.

Na prática, pode atuar de qualquer forma, seja a pior, mediana ou a melhor, inclusive no 4-4-2, desde que os atletas fiquem próximos uns dos outros e o time consiga defender e atacar em bloco e com muitos jogadores.

O objetivo no futebol é preencher os espaços para impedir o gol do adversário, e de posse da bola abri-los para fazer os gols.

Os números servem apenas como referência para explicar aos atletas e a quem tem interesse, qual proposta foi adotada no intuito de cumprir os objetivos básicos do esporte.

Todas exigem, na era física e moderna do jogo, compactação e solidariedade durante os 90 minutos.

E os queridinhos da torcida?

Os quase intocáveis são Pato, Ganso e Luis Fabiano.

Muitos torcedores parece que não podem vê-los na reserva.

E Muricy, que nunca confrontou a nação são-paulina, tenta atendê-los desde o início do ano.

Realmente são os mais capazes no jogo ofensivo.

Mas futebol profissional não é pelada descompromissada, onde o mais habilidoso sempre tem que jogar.

A técnica individual no futebol sério deve ser utilizada em prol do coletivo.

O técnico precisa desagradar um pedaço de sua legião de fãs para ajustar o time.

No 4-2-3-1, Bastos e o ainda inconstante e promissor Centurión jogam pelos lados do trio de criação.

Kardec, muito dedicado na parte coletiva, ocupa a lugar entre eles ou no comando de ataque.

Isso garante 9 boleiros de fato participando da marcação.

Restaria uma vaga para os três renomados disputarem.

E não adianta a torcida, no primeiro momento ruim, começar a gritar o nome de um deles.

Deve apoiar o técnico por colocar quem prioriza a camisa em vez de si, pois certamente haverá muita estrela de nariz torto.

Luis Fabiano precisa de uma temporada consistente para ter certeza que conseguirá outro ótimo contrato, seja em qual clube for, no fim da carreira.

Pato não quer nem passar perto do Alvinegro e tem que mostrar maior comprometimento ao mercado nacional e europeu para alguém contratá-lo.

E Ganso, como ele mesmo já disse, acha que não precisa provar que é um grande jogador.

A reserva irá incomodá-los demais.

Mas nenhum, por exemplo, se dispõe a fazer os sacrifícios iguais aos de Kardec, que jogou a maioria das vezes totalmente fora de posição para duas das estrelas ficarem onde gostam.

Pato possui velocidade para jogar pelos lados do trio do 4-2-3-1, mas teria que recuar muito para auxiliar o lateral, além de se interessar em evoluir na marcação. Nem o técnico, por óbvios motivos, crê que o atacante fará isso.

Até o Neymar, muito superior ao Pato tecnicamente, me disse no início da carreira que se preocupava em aprender a marcar.

É lógico que esse monte de privilégios dos renomados incomoda vários boleiros do elenco e atrapalha a união.

A velha e vigente máxima no futebol é simples: quando alguém corre pelo outro, quem tem a regalia precisa decidir.

Como se diz no futebolês, garantir o bicho.

No São Paulo, a parte complementar e fundamental não acontece.

Muito importante além do gramado

Muricy nunca foi tão importante quanto hoje para o futuro da instituição.

Junto com Ataíde Gil Guerrero e Gustavo Vieira de Oliveira, impede que Aidar leve seus erros de gestão ao CT da Barra Funda.

Lógico que o ambiente pesado que o presidente criou dentro e fora do Morumbi tem impacto lá,  mas os prejuízos poderiam ser maiores se Ataíde não encarasse o presidente que, por alguma razão, parece recuar diante de quem optou para ser o comandante do futebol.

A política do São Paulo e algumas medidas do presidente lembram o que de pior houve em decisões tomadas nas antigas administrações do Palmeiras.

O torcedor precisa ser humilde e compreender que o time pode, por exemplo, ser rebaixado no futuro se no presente houver muitas medidas inexplicáveis do ponto de vista comercial.

O são-paulino menos atento é incapaz de notar o tamanho do benefício para o clube que a MP do futebol pode trazer.

Mas isso, se necessário for, será assunto para outros posts.

 

339 respostas a Muricy tem que peitar meio mundo, alterar o time e ficar no São Paulo

  1. Carlos Fernandes Oliveira disse:

    Meu caro Birne, Infelizmente o Muricy, não tem mais motivação.
    Deveria já ter saído, e alguns jogadores tipo Ganso, Edson Silva, Bruno, Carlinhos, Toloi, L.Fabiano, Tem que ir p/Banco.
    O Kardec, entrar como opção, dependendo da necessidade, Centurion, T.Mendes, Cafu, e o João Paulo da Base., sendo assim o time:
    Rogerio, Paulo Miranda, A.Carlos , Áureo e Reinaldo, Denílson e Souza, Michel Bastos,Boschilia, Pato. ou Kardec, e opção Ceturion, Tiago Mendes, Cafu, e J.Paulo da base.
    Vende o Ganso, L.Fabiano, Edson Silva, e etc.

    • isaque alves disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mitou!

    • Roger disse:

      Ué,todos esse jogadores aí q vc citou para as trocas seria a mesma coisa q trocar seis por meia dúzia.Compreenda,o time todo é fraco e os q tem mais qualidade técnica (Ganso,Pato e Luís Fabiano),não querem mais nada com nada da vida,estão acomodados.Pode espremer todos os jogadores juntos q num dá um bom.O técnico Muricy sabe disso mas num fala,e por isso ele tá desmotivado louco pra sair fora,porque com um time assim num tem técnico que dê jeito.A única saída é reformular o elenco com jogadores de nível porque com Édson Silva perna de pau,Antônio Carlos gol contra,Rafael Dodói,Carlinhos ruim de cruzamento,Rodrigo caio de propósito,Bostilha,Luís pipocando gols inúteis e compania,fica difícil.Num tem um que se salva.E ainda tem gente que fala que o time do São Paulo é mais técnico do que o do Palmeiras.Isso é piada de mal gosto.

      • Joaquim Paulino disse:

        O SPFC continua tendo o melhor elenco do Brasil. E tenho dito

        • henrique salvador disse:

          Teoria e pratica são coisas diferentes, o futebol esta recheado de estórias assim, excelentes elencos no papel, com resultados pífios em campo, quem não se lembra do melhor ataque domundo, Sávio, Romário e Edmundo que provou ser um enorme mico, e por ai vai, o SPFC tem nomes, mas desde que Kaka saiu, o time voltou a ser a equipe sem alma que era até sua chegada, e o mais engraçado e ver pessoas como voce, negar o que as imagens mostram.

  2. Tricolor disse:

    Sera que só o murici não enxerga que esse Denilson é muito ruim, jogador que só sabe correr, não marca direito ( só cerca e muito mal ), não sabe chutar no gol, e não tem visão nenhuma, na minha opinião fica claro o São Paulo tem probelmas na marcação aonde o maior problema não esta na zaga e sim no meio campo extremamente mal montado, Ganso ja passou da hora de dar lugar ao Boschilia (toda vez que entra joga bem, jogador novo e com vontade de jogar ), sai Denilson e entra Hudson ou Tiago Mendes, e lembrar que o melhor momento do time o ano passado foi com Pato no ataque ou Kardec, se o Murici continuar teimando com esses jogadores o time NÃO VA ACERTAR.

  3. Rafael disse:

    Sobre Luis Fabiano – 2012 ganhamos a Sulamericana com ele e Wiliam José (!!!) revezando no ataque. Em 2013 foi o Boi Bandido q nos tirou da degola, e ano passado o time jogou muita bola qdo o ataque era Pato e Kardec. Logo, não fez nada de importante para o TIME (não me importa marcas pessoais)

    Sobre Muricy – Por mais que eu seja fã dele, uma coisa é verdade: Ele não sabe montar times! Todas as vezes que foi campeão, pegou times montados- vide SP, Santos e Fluminense. A unica vez que pegou um time desmantelado, foi o Palmeiras e deu no q deu.

  4. Rafael disse:

    Estão apenas adiando o inevitável.

    Só pelo desanimo e declarações do Muricy percebe-se que ele mesmo não quer.

    Se eu sou o presidente, e o técnico diz que não sabe mais o que fazer, simplesmente coloco outro que saiba, ou ache que saiba. O SPFC não tirar o Muricy é pecar por omissão.

    Acredito que não tenha saído depois da derrota para o Palmeiras por simples orgulho do Aidar, para dizer que o Palmeiras derrubou o técnico.

    Vão esperar cair na Libertadores para se mexerem.

    E ninguém tem coragem de falar a verdade, que o SPFC só jogou bem no segundo semestre de 2014 por causa do Kaka, com saída dele era começar praticamente do zero.

    O SPFC tem que parar de contratar jogador por nome, o time do SPFC é um time sem alma. Se perder, perdeu. No jogo do palmeiras só o Michel demostrava incomodo naquele time, o resto parecia estar anestesiado.

    O LF9 parece que já cansou de jogar. O ganso já vinha sem vontade no Santos. O Pato é outro que no Milan e Corinthians era muito questionado por ser alienado. E sem esses cara, no papel o SPFC vira um bom para comum. Não da para ficar esperando muito deles.

  5. julio guima disse:

    Quem viu o São Paulo jogar ontem deve ter chegado a uma conclusão: O Muricy perdeu o controle do time.
    O São Paulo não tem padrão de jogo, não empolga com boas jogadas, ataque previsível, defesa desnorteda , enfim , só jogadinha nas laterais que não vira nada.
    Está na hora de mudança da comissão técnica.

  6. Antonio Braz disse:

    Birner, bom dia!
    O Murici tem que fazer um expurgo no time, a começar pelo goleiro quarentão decadente, na lista também entram Paulo Miranda, Antônio Carlos, Edson Silva, Reinaldo, Denílson, todos eles sem qualidade para vestir a camisa Tricolor, deveria também se reciclar, montar a equipe para jogar um futebol moderno que é praticado na Europa

  7. Ge disse:

    O que tem que mudar é a imprensa que acha graça das grosserias do Muricy nas entrevistas coletivas e da sua INCOMPETÊNCIA TÁTICA E TÉCNICA para dar um padrão de jogo pelo menos razoável com um elenco tão caro.

    Imagino o que técnicos de times como Audax, Red Bull, Portuguesa, Linense, Capivariano, Botafogo-SP não fariam para ter o elenco que não dá certo com o Burricy.

    Se fosse o Leão ou Felipão estavam querendo linchar na rua. Linchamento nas colunas e blogs garantido.

    Mas fazer o quê? Vamos ter de esperar os próximos vexames para ver mudança. E a imprensa amiga do Muricy vai criticar qdo o Presidente do clube tomar uma atitude.

    Acham que técnicos devem ficar num clube eternamente (só os amigos, claro!). O que seria do corintians se ainda estivesse com Mano Menezes? E o palmeiras se não contratasse o razoável “O.O”???

    Por que o SPFC tem de insistir numa “relação” que não está dando certo?

    Melhor passar MAIS UM vexame e perder mais 2 jogos na Libertadores, ser eliminado logo, do que classificar “na bamba”, para a agonia e o engano continuarem até a eliminação na próxima fase do torneio. Só assim se troca de treinador, Luis Fabiano vai para o banco de reservas de vez, RC se aposenta no meio do ano, enfim, o TIME SE RENOVA E SE REFORÇA com a chegada de novo treinador, o elenco se anima de novo, tem o reforço do Brenno.

    Melhor acabar com essa ENGANAÇÃO logo! Senão vamos ter um ano INTEIRO igual á 2013, com derrotas e vexames se acumulando. É dolorido ser eliminado de novo, “torcer contra”, mas se este for o preço, se este é o único remédio para essa limpeza e a cura necessária para o bem do SPFC, que assim seja. Que se recomece (de novo) E DO JEITO CERTO desta vez. O mais rápido possível! Eu cansei.

    Boa sorte ao time do Papa.

    ‪#‎FORAMURICY‬

  8. Seinfeld disse:

    Parece que Luis Fabiano não é mais o único “artilheiro dos gols inúteis” no SPFC.
    Outro “mito recordista” segue o mesmo caminho.
    As tietes aplaudem. E o São Paulo FC vai patinando na história.
    Cansado de tanta enganação.
    ‪#‎foramuricy‬ ‪#‎aposentarogerioceni‬ ‪#‎foraluisfabiano‬ ‪#‎foradenilson‬ ‪#‎foramiltoncruz‬

  9. batmala disse:

    Enquanto ficar esse mimimi e blindarem o rogério ceni, os são paulinos vão amargar derrotas e eliminações sequenciais como se fosse num loop.

    Time sem padrão tático definido, michel bastos carregando spfc nas costas.

    O clube tem um plantel de qualidade mas não usa as peças de forma adequada por motivos os quais ainda são obscuros…

    Só resta aguardar o pior, e pode ter certeza que logo logo muricy sai do spfc, pois, como a própria esposa dele disse, já está no limite.

  10. Seinfeld disse:

    É assustadora a MÁ VONTADE com certos jogadores e o MAU GOSTO desse blogueiro para tratar de futebol e tática.

    Tá certo Birner, você sabe muito mesmo. O SPFC vai render mais sem o Pato e o Ganso, com Kardec isolado lá na frente…um monte de caras correndo desnorteados no meio campo.

    Ah ele tem movimentação. Ele vai se movimentar para esperar bola de quem? Dos VOLANTES?

    Ah faça me o favor! Nem o Sócrates aguentava no Cartão Verde. Ate´o Rivellino fica assustado com suas “idéias”.

    Você gosta mesmo é de correria. Mais um “gênio tático” que preferia o Osvaldo ao invés do Pato. “Jenial”. Parabéns.

    É por essas e outras que temos hoje na seleção brasileira “talentos táticos operários” como Oscar, Wiliam, Fernandinho e um cara chamado FIRMINO.

    Jogadores “táticos”, comentaristas e técnicos “modernos” matando o futebol brasileiro.

    DUVIDO que PH GANSO E PATO seriam reservas nos times de Cilinho, Telê Santana e Luxemburgo.

    Esses sim, saberiam fazer esses caras jogar.

    Depois reclamam da “base”. A “base” só forma atletas que correm mas não pensam, só jogadores “táticos” á serviço do técnico “tático”.

    Ou seja, Birner e outros entendidos por ai, gostam mesmo é de jogador de futebol japonês. Lá, todos são “táticos” e correm 90 minutos…

    • Vitor Birner disse:

      Não tenho como fazer os outros compreenderem a importância do respeito dentro de um time, pois ninguém enfia ideias goela abaixo nos outros e nem quero isso.
      Muitos times de qualidade, o Real Madrid galáctico foi um deles, não funcionaram por conta da ausência de cumplicidade em campo.
      Nunca houve agremiação vencedora em que gente correu pelo o outro, o beneficiado não decidiu os jogos, o cara continuou em campo e a equipe ganhou títulos.
      O que mata o futebol brasileiro, eu evito falar disso para não ser chato, é o egoísmo que pretendem que prevaleça. O mesmo que se vê na sociedade em vários setores.
      Ser parte de algo parece incomodar. Há quem considere isso desprezível ou humilhante. É a absoluta falta de noção coletiva misturada com arrogância e o completo desprezo ao que há de mais nobre e construtivo, que é a o privilégio de servir. Uma metáfora como a essência idêntica à da busca por fama e fortuna. O bem e o mal com nada entre eles.
      Então, se time de José tiver um privilégio por questões políticas, que o de João se lasque. Se Mário passou a vida indo aos jogos e quer que o filho o acompanhe, mas decidiram subir o valor dos ingressos e não consegue mais frequentar o estádio, azar dele porque o negócio é comemorar a renda alta, pois o maniqueísta acha que ser feliz e ter dinheiro. Se o jogador nasce com talento e o companheiro se esforça para ajudá-lo a mostrar e na prática pouco acontece e o time perde porque faltou solidariedade, que culpem o esforçado que se desdobrou e continuem esperando o ensimesmado dar a luz da graça, pois tem um monte de dispostos, discretos e humildes que tentaram cooperar e serão criticados.
      Como o tema é o São Paulo, cito o Pintado, a alma do primeiro título do Mundial e da Libertadores, que nunca pediu louros por isso. Foi o Raí, que passou a brilhar quando trocou uma certa acomodação e passou a pensar num todo durante os 90 minutos, quem reconheceu publicamente isso.
      Isso se chama união. Não tem como apoiar o comodismo de certos atletas e reclamar de mau futebol. E nem adianta escolher outro crucificado e colocar toda responsabilidade nele até que seja demitido.
      Tem um padrão repetido. Após isso, como o time não engrena por falta de coletividade, os inquisidores que são muito mais generosos consigo que com os outros, pois se acham pessoas superiores a ponto de desprezarem opiniões antagônicas até de quem passou décadas se aprofundando em algum tema (não me refiro especificamente ao futebol), se esquecem que exortaram um ser humano e tratam de encontrar outro para ser o responsável por tudo errado.
      A lista no Morumbi nos últimos anos tem dirigentes, técnicos e jogadores.
      O raciocínio curto sempre alimenta a expectativa que aquilo que não conhecem fará o time ser imbatível, até, é óbvio, o ciclo reiniciar com o novo personagem.
      Mas a estrutura gerada por auxílio recíproco (no esporte é se colocar dentro da camisa ou abaixo dela, como preferir, e não como se fosse maior que o manto sagrado) é, para o ti, ‘algo’ moderno’ e ‘jenial’, quando na realidade é o que há de mais essencial e fundamental ao longo da história dessa modalidade.
      Inclusive na arquibancada!!!!
      O Pintado jogou com o Telê Santana. O mestre na formação de grupos que mostraram arte, quando o ganhou o Brasileirão que iniciou o glorioso período de títulos de Libertadores e Mundiais, tirou um atacante na final em Bragança para colocar o Zé Teodoro na lateral e adiantar o Cafu no intuito de proteger a defesa. E durante o jogo mandou outro, o Muller, à reserva, para o Flávio, um volante, entrar e deixar a equipe com apenas um jogador na frente. Preferiu que fosse o Macedo, muito inferior tecnicamente ao que havia sido trocado.
      O Cilinho, que nem foi esse técnico todo, mas que sempre preferiu o jogo ofensivo, deixou o Falcão em vários confrontos na reserva. E na final do Estadual contra a forte Lusa colocou o Pita no banco. Sabe quem ficou no lugar deles?????? Márcio Araújo. Isso no tempo do 4-3-3, com os pontas na frente que nem precisavam marcar e no futebol muito menos tático por causa da parte física.
      Eu fui em todos os jogos do São Paulo, dentro e fora da cidade, naquele torneio.
      Se não é capaz de compreender, questione, ao menos, com embasamento e cordialidade. Não desdenhe. E leve em conta que eu poderia fazer isso argumentando com certa profundidade, a mesma que faz o grande Riva discordar de mim e várias vezes depois concordar, o que gera consideração entre nós exatamente por não haver menosprezo, e o Magrão me amar.
      Por que acha que sou chamado para explicar estrutura de jogo no Cartão Verde?
      Ali, acho que não percebeu, nos completamos. Formamos um time e somos amigos.
      O texto do Vladir é refinado, leve e muito bonito. O Celso tem conhecimentos históricos impressionantes e a memória para recorrer a eles quando necessário. O Rivellino é a própria história viva. Todos podem apresentar, falar de tática e de assuntos passados, por isso trocamos ideias, mas cada qual sabe onde o outro agrega mais.
      Se quiser me questionar, não há nada anormal nisso porque eu erro (até os maiores técnicos da história falharam), por favor, que seja com argumentos consistentes, não como o dos volantes, que é pobre (o Denilson não seria titular para mim), e de preferência abrindo mão dessas aspas e gênios com j, pois parece prepotência, e tento manter o clima agradável aqui, inclusive evitando citar aquilo que mostraria o tamanho da falta de noção de quem apela para tais artifícios apenas porque não tem como embasar aquilo que crê. Poderia fazer isso para reforçar argumentação, mas muitas vezes não há como porque defende algo inexistente.
      Eu parto do princípio que o leitor do meu blog é inteligente e não preciso ficar citando os tradicionais “como eu adiantei”, “como eu disse”, pois acho feio o auto-elogio, que é ótimo comercialmente.
      O pessoal na TV brinca comigo na história dos volantes. Eu falo dela tem mais de década. A Alemanha, campeã do mundo, tinha na qualidade dos jogadores dessa posição um ponto que a distinguiu. Tite investe sempre em um para melhorar o sistema ofensivo.
      Mas não existe verdade absoluta nisso, pois depende da proposta coletiva.
      E quem não enxerga isso, ajuda a matar o futebol nacional deixando de pedir aos mais capazes que transformem o potencial em qualidade.
      E fundamental: a maioria quer saber de vencer e não de beleza do jogo. Raros trocariam resultado por estética.
      Eduardo Galeano e mais um punhado se dispõem a tal.
      Os treinadores exercem suas funções para as torcidas ficarem satisfeitas.
      E eu faço o mesmo ao escolher o norte de meus textos.

  11. jefferson disse:

    Sabe esses bolgueiros torcedores tem que parar de puxar o saco de certos treinadores, Muricy nunca foi montador de time,as vezes em que foi campeão foi com equipes montadas por outros treinadores, ou vão dizer que não? me aponte uma em que esse camarada montou e foi campeão?

  12. Gerson disse:

    “QUEM APRECIA OSVALDO E DOUGLAS JAMAIS VAI ENTENDER E SABER UTILIZAR ALEXANDRE PATO E PH GANSO”

  13. adalberto cerezuela disse:

    Concordo com quase tudo.Porem nao acredito neste poder de marcaçao do kardec.Precisamos mudar nosso meio de campo(ganso nao da).E discordo em relaçao ao pato, ainda acho um dos melhores la na frente(na marçaçao, nao)

  14. Luciano disse:

    Podem fazer o que quizer. Esse time do sao paulo nao tem perfil vencedor.

  15. alka disse:

    Tem uns BABACAS do curinthias falando que o cara tem 40 anos q bate penalty, VAÔ SE infirmar SEUS babacas, ele bate penalty desde 1997, e passou contundido dois anos (9 meses e depois 3 meses se não me engano), logo bate falta a 17 anos aproximandamente e as faltas q ele bate são apenas algumas ele naõ bate TODAS AS FALTA Seus babacas, e outra coisa tem gAYVOTAS fiéis falando ASNEIRa dizendo q ele fez 90 gols de penalty, sabe CONTAR não?
    ele fez 60 de falta e 66 e penalty, vão se informar antes de CRITICAR o cara, como dó meu CUTUVELO, vai GAYVOTAS fieis ou INFEIS?

  16. adalberto cerezuela disse:

    Qta besteira falei no ultimo comentario.Nao temos zaga,laterais,um goleiro cansado ……estamos fritos…..sera q tem soluçao?

  17. Fabio Bonetti disse:

    Eu acho que nossos laterais nao sabem marcar, então precisamos proteger a zaga…jogar no 3-5-2. Meu time ideal seria:

    Rc
    Toloi, Lucao, Doria
    Bruno, Denilson, Souza, Carlinhos
    M. Bastos
    Pato, Kardec

  18. Fernando Pereira disse:

    Wesley na Lateral Direita, Hudson no Lugar do Ganso para fechar mais o meio de Campo, Michel Bastos, Centurion e Pato na frente

  19. Hilton Carlos Dutra Gomes disse:

    Até quando vamos ter que aguentar o Rogerio Ceni e Luis Fabiano no São Paulo. Ah, já sei. Até sermos desclassificados da Libertadores. Estes jogadores não podem jogar mais no São Paulo. Já chega um já deu o que tinha que dar e o outro não quer saber de nada, e até agora só causou problemas.Mas o salário no fim do mês, este sim ele gosta de receber, não é.
    Sr.Vitor Birner quando falar em queridinhos da torcida cite também o nome do SR. Rogério Ceni que já está mais que na hora de se aposentar, suas falhas, seus frangos e os penaltis perdidos já prejudicaram o São Paulo diversas vezes. Reconheço que é um mito, foi um dos melhores goleiros do São Paulo e do Brasil, mas, já acabou, não dá mais.

  20. André disse:

    Calma pessoal! O Muricy tem mais um jogo no São Paulo: cai após a derrota na próxima quarta para o San Lorenzo! Sim, porque esse time medíocre não tem a mínima possibilidade de vencer na Argentina! Além do mais, com jogadores extremamente limitados como Denilson e Toloi, tem mais é que apanhar mesmo!

  21. luiz disse:

    Se alguem me citar um jogo que o SPFC jogou bem com o ganso jogando mal eu passo a concordar com a saida dele do time. So nao vale jogo do time reserva contra os timecos do paulistinha…nao sei porque,mas ganso demora pra entrar em forma, foi assim nos 2 ultimos anos, começou mal e a partir de maio passou a jogar muito. O jeito é torcer para que esse ano ele comece a jogar mais cedo (essa semana), pois eh o unico que faz o time andar. O problema maior esta nas laterais e volante. Os dois mortos do fluminenC tem q sair do time e Hudson joga muito mais que denilson.

  22. Flávio disse:

    Caro Birner,

    A grande verdade é que Murici esta perdido na parte tática, não consegue definir um esquema de jogo e principalmente um time. Sem conseguir essa definição, fica fazendo milhares de testes o que acaba irritando a torcida e diretoria e perdendo a confiança dos jogadores. Além do mais, não sei para que estão servindo os treinamentos, pois não conseguimos ver nenhuma jogada com movimentação ensaiada e treinada com qualquer que seja a escalação.
    Nossa unica chance e a do Murici também é ele ter a coragem para tirar quem ele acha que ta boicotando ele, claramente Ganso e LF, definir o esquema que particularmente acredito no 3-5-2 que com os jogadores que temos no elenco e conseguir uma aproximação entre centurion, bastos e pato para termos velocidade na criação de jogadas. E pelo nosso bem para com esse toque de bola para lado que não leva a lugar nenhum.

    Sds

  23. Arnaldo disse:

    Boa tarde Birner

    Concordo com vc em parte , mas tem um detalhe e isso eu falei reiteradas vezes aqui, a responsabilidade que deram para o Ganso é muito grande para o futebol que ele tem ( BIRNER GANSO NÃO É CRAQUE VC E TODOS DA IMPRENSA PRECISA TIRAR ISSO DA CABEÇA ) ele é apenaS um bom jogador que tem um bom toque de bola ele jamais vai ser aquele jogador que decide, a imprensa toda defende ele como um grande craque e não é, ele precisa sim ser sacado do time, o time sempre melhora quando ele sai , Se Ganso fosse o craque que a imprensa criou ele não estava no São Paulo, estava desfilando pelos gramados Europeus e não tem nenhum time Europeu interessado nele o São Paulo comprou gato por lebre.
    Abraços.

    • Vitor Birner disse:

      Tem domínio de bola acima da média, passe com categoria e visão de jogo.
      Eu o considero mais capaz.
      Um monte de ex-jogadores o acham craque.
      Falcão e Sócrates me disseram isso.
      O que ele faz com o talento, a falta de dinâmica para mostrá-lo, é a questão.

      • Arnaldo disse:

        Bom dia Birner

        Respeito sua opinião, mas não concordo, quanto a opinião do Falcão e do Sócrates estes sim grandes craques é apenas uma opinião que não se concretizou, Grandes craques alem de decidir jogos não ficam aqui por muito tempo .Não torço contra o Ganso pelo contrario, mas ja se passou muito tempo e nada justifica trata-lo como craque simplesmente porque não é.
        Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>