22 abr

Rafael Carioca é o herói da vez na classificação do Atlético-MG

Análise de jogos, Copa Libertadores

De Vitor Birner 

Atlético MG 2×0 Colo Colo 

É um clichê dizer que o Atlético de novo conseguiu o resultado de maneira dramática.

Mas não há melhor maneira para resumir como foi a classificação.

O time deu a impressão que tornaria fácil a missão.

Foi muito superior no 1° tempo.

Caiu de rendimento após o intervalo, perdeu pênalti e quando o jogo ficou complicado, Rafael Carioca garantiu o time na fase seguinte com um golaço.

Precisa melhorar e manter a regularidade para ser campeão.

Isso o treinador e os jogadores tentarão solucionar mais para frente.

Hoje é dia de festa para eles e a nação atleticana.

Galo mereceu o lugar na próxima fase da Libertadores.

Baile tático e técnico

Héctor Tapia formou o Colo Colo com Cáceres, Barroso e Vilches na zaga.

Tentou formar uma parede na frente deles com Esteban Pavez, Fierro, Baeza como volantes, além de Rodriguéz e Luiz Pavez nas alas.

O 3-5-1-1 deveria ter Emilino Vecchio na meia e Paredes no ataque.

O time não conseguiu trocar passes no campo de ataque e o teoricamente responsável pela criação foi obrigado a tentar ajudar na marcação.

O Galo mandou marcou na área dos chilenos para tornar o jogo intenso.

Levir Culpi montou o time ofensivo

Luan, na direita, Carlos do outro lado, e Guilherme entre eles ganharam a companhia de Dátolo na meia.

O argentino precisaria ser o parceiro do volante Rafael Carioca, mas como não tinha quem marcar, participou mais da criação.

Pelo mesmo motivo, os laterais Patric e Douglas puderam apoiar simultaneamente.

Jemerson e Edcarlos ficaram de olho em Paredes, o atacante que ficou isolado do restante da equipe. Douglas ou Rafael Carioca, se Levir fosse precavido, podiam ajudar os zagueiros.

O escolhido para o lugar de Marcos Rocha deu a assistência do gol de Lucas Pratto.

Apesar do monte de atletas congestionando a entrada da área, o lateral-direito encontrou a brecha para o importante passe.

Ao ver que os chilenos ficaram perdidos, o sistema ofensivo do Atlético, provavelmente instruído por Levir Culpi, passou a jogar de maneira ainda mais contundente.

Luan, Guilherme e Carlos, quando a equipe tinha a bola no ataque, se revezaram nos avanços para a linha de Lucas Pratto.

Formaram o trio na frente para a zaga chilena, com número igual de jogadores, ficar mano-a-mano com eles.

Hector Tapia não pediu para alguém recuar e fazer a sobra, e até o intervalo o Atlético mandou no jogo.

Mexida inteligente

Depois, o treinador trocou o inexperiente ala L Pavez pelo atacante Felipe Flores.

O reserva jogou na avenida que Patric abriu quando apoiou.

O confronto ficou equilibrado.

No contra-ataque ele assustou o sistema de marcação atleticano.

Golaço na hora mais difícil

Quando o andamento do jogo era ruim para o Galo, Luan sofreu o pênalti de Garcés.

O goleiro tocou na bola no chute de Guilherme, ela bateu na trave e na cabeça dele antes de o zagueiro tirá-la.

Teve sorte e competência para não tomar o gol.

Maicossuel foi para o jogo no lugar de Carlos.

O Galo, apesar de equilibrar o confronto, caiu de rendimento na parte física.

Perdeu força na marcação da saída de jogo e ficou mais estático na hora de tentar criar os lances de gol.

Tinha que fazer outro para seguir na Libertadores.

Rafael Carioca resolveu isso com um golaço fora da área.

Chutou forte, no ângulo, onde não havia como o goleiro intervir.

Dali em diante cumpriu o protocolo tal qual o necessário.

Não permitiu ao Colo Colo entrar na área de Victor com a bola na grama.

Por cima, ganhou todas as disputas.

Demorou para cobrar cada falta, lateral e tiro de meta.

E Levir trocou Luan e Guilherme por Danilo Pires e Eduardo.

Indiscutível

A confusa arbitragem, apesar dos equívocos prejudiciais para ambos os times, foi pior para o Atlético.

Houve um pênalti de Barroso em Lucas Pratto alguns minutos após Guilherme falhar na cobrança.

Galo mereceu o resultado.

A vitória foi gerada apenas pelos acertos e erros dos times.

Por isso não nada a se questionar na classificação.

Ficha do jogo

Atlético MG – Victor; Patric, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca; Luan (Danilo Pires), Dátolo, Guilherme (Eduardo) e Carlos (Maicosuel); Lucas Pratto
Técnico: Levir Culpi

Colo Colo – Garcés; Vilches, Barroso e Cáceres; Fierro, Rodriguez, Baeza, Esteban Pavez e Luis Pavez (Felipe Flores); Vecchio (Bryan Carvalho); Paredes
Técnico: Héctor Tapia

Árbitro: Carlos Vera (EQU) – Assistentes: Christian Lescano e Carlos Herrera

5 respostas a Rafael Carioca é o herói da vez na classificação do Atlético-MG

  1. Andréa M. Matos disse:

    Oi Birner,
    A matéria está ótima. Só tenho um detalhe a considerar: não somos nação, nossa torcida é a Massa Atleticana. E a Massa está muito à vontade, como sempre depois de um jogo de fortes emoções. Saudações atleticanas!

  2. Só Vale Gol de Chapéu disse:

    cassio em noite de rogerio ceni.

  3. Gabriel disse:

    Como Corinthiano, reconheço que o São Paulo foi muito bem. Muito bem no jogo e nos bastidores, com as declarações na imprensa do Aidar, o árbitro entrou determinado a expulsar jogadores do Timão.
    No dia em que dar totozinho no adversário e devolver empurrão for motivo pra expulsão na Libertadores, nunca mais os times Argentinos ganham uma. Imagina o Boca e River apitado pelo Ricci.
    Que venha o Guarani, e que peguemos o SPFC mais pra frente, vamos ver se no 11×11 e com Guerrero em campo se vocês aguentam.

  4. Velosão disse:

    O Atlético não é lá essas coisas, mas ontem mereceu e muito o resultado, o qual poderia ser mais dilatado. O Colo-colo veio com uma proposta de anti-jogo e só ficou atrás defendendo, time covarde deve ser eliminado. Como é que uma equipe, que já foi campeã da Libertadores, tem uma postura tão medrosa? Como diz o velho adágio:” A melhor defesa é o ataque”. Méritos para o Atlético, que se impôs desde o começo da partida e fez, o que qualquer time que queira passar de fase na Libertas faria.

  5. Ivan Sorocaba disse:

    O timinho do Atlético não procedeu,classificou na sorte ! A tesoura vai comer !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>