12 jul

Na técnica; assim o Corinthians ganhou com facilidade do Flamengo

Análise de jogos

De Vitor Birner

Flamengo 0×3 Corinthians

O Alvinegro foi superior nas partes tática e técnica.

Jogou de maneira objetiva, priorizando marcação e contra-ataque.

Consistente antes do intervalo, quando fez dois gols, oscilou um pouco depois, mas em nenhum momento deu oportunidade para o rival esboçar reação.

O Flamengo passou 90 minutos, em vão, buscando alternativas para tornar o sistema de criação mais forte.

Perdeu porque tinha jogadores inferiores na qualidade individual e menos preparados coletivamente.

Houve o gol mal-anulado de Jonas. Não creio que, se fosse validado, seria o início da melhora do futebol flamenguista e que permitia ao time levar ponto à Gávea.

Ninguém na equipe de Cristovão Borges merece aplausos.

No Alvinegro, apenas Vagner Love destoou.

Elias e Jadson, nessa ordem, foram os melhores em campo, seguidos por Renato Augusto e Uendel, que entra na lista por causa do lance todo –  não apenas da finalização –  do terceiro gol.

Com Guerrero e Emerson Sheik, o roteiro do jogo, creio, seria muito mais difícil para o vencedor.

Sobre eles 

A ausência da ex-dupla do Corinthians gerou uma série de consequências.

Gabriel foi mal, o treinador escalou na meia a dupla de estrangeiros limitada na criação, Marcelo Cirino teve que ser o centroavante….

Diante do Internacional, Emerson Sheik e Éverton, pelos lados, Jonas, Canteros e Cáceres realmente na função de volante e Guerrero na de centroavante, tornaram a equipe mais forte na marcação em frente aos zagueiros e laterais, e na parte ofensiva.

O treinador poderia, se contasse com ambos,  abrir mão de um dos volantes para colocar alguém capaz de fortalecer as tentativas de desarmar no campo de ataque.

Mas teve que pensar em reorganizar em vez de tentar agregar algo ao que funcionou.

Não tinha opções para isso.

Poderia mandar a equipe ficar atrás, enquanto recebia vaias da própria torcida, e mesmo desse jeito a possibilidade de perder era maior que a de vencer.

Limitado

Cristovão Borges escalou o Flamengo no 4-1-4-1. O quarteto em frente ao volante Jonas contou com Gabriel na direita, Éverton na esquerda, e Canteros e Cáceres entre eles. Marcelo Cirino foi o centroavante.

O desenho tático mostrou que o time tentaria atacar mais pelos lados, onde o competitivo sistema defensivo do Corinthians tinha sido é um pouco menos consistente nos últimos jogos.

O andamento do jogo confirmou a teoria.

O Flamengo forçou a criação com Gabriel, mal desde o início, e Éverton, que não merece elogios apesar de ter jogado melhor que o outro.

Com os gringos a possibilidade de superar o bloqueio corintiano era pequena, pois eles tecnicamente não têm tanta qualidade.

A equipe, talvez por isso, pouco forçou a criação por onde jogaram.

O Rubro-negro fez alguns cruzamentos, tentou chutes de média distância e apenas um, dentro da área, com Éverton.

Não teve a intensidade que precisava para se impor.

Racional

Tite tentou aperfeiçoar o que o time tem feito nas últimas rodadas e adaptar isso a forma de o Flamengo jogar.

Na vitória contra o Atlético PR, o sistema de marcação, pelos lados, não correspondeu como ele queria, apesar de não ter tomado gols.

Ciente de quais são as principais virtudes do Rubro-Negro,  deve ter pedido atenção para Jadson e Malcon na marcação em frente aos laterais Fagner e Uendel.

E para Elias, desatento na cobertura durante aquela partida, cooperar mais com o meia experiente.

Renato Augusto, centralizado, completou o quinteto no meio de campo e Vagner Love jogou como único atacante.

Como o Flamengo tem velocidade por ambos os lados e com o centroavante, o treinador decidiu posicionar o time um pouco mais atrás, entre a linha que divide o gramado e a da grande área do gol de Cassio.

Não podia abrir lacunas para a correria de Gabriel, Éverton e Marcelo Cirino.

Calculou que a necessidade do time da Gávea vencer e o impacto de atuar diante da sua torcida o faria avançar.

Preparou o Alvinegro para os contra-ataques.

O primeiro gol aconteceu assim.

Éverton perdeu a bola com o Flamengo quase todo na frente.

Jadson tocou para Elias, que colocou Vágner Love diante do César.

O goleiro conseguiu fechar o ângulo, fez difícil intervenção e, no rebote, Elias finalizou com categoria por cima dele.

Não havia ninguém perto do volante artilheiro porque os flamenguistas corriam de maneira desordenada para recompor o sistema de marcação.

Reforçou

Malcom foi jogar na direita um pouco mais avançado e Jadson na meia, do outro lado, menos aberto e próximo ao Renato Augusto.

Tite queria aumentar a velocidade do contra-ataque, melhorar a organização desses lances e, se necessário, a capacidade de manter a bola na frente.

Como o time sabe fazer as flutuações do 4-2-3-1 (Elias e Bruno Henrique são os volantes, Malcom, Renato Augusto e Jadson e o trio de criação) para o 4-4-2 ( Malcom forma dupla de ataque com Vagner Love) e 4-1-4-1 ( Bruno Henrique é o volante entre os quartetos), o técnico pode variar de acordo o que avalia ser melhor em cada momento.

Além disso, o som das arquibancadas ficou mais alto após cada erro dos jogadores do Flamengo, o que aumentou a tensão do time de Cristovão Borges.

Nos acréscimos, o Alvinegro retomou a bola no ataque.

Uendel entrou na área, Renato Augusto abriu como se fosse o lateral e deu a assistência para o gol.

O sistema de marcação flamenguista, mal-posicionado naquele lance por conta do erro na saída de jogo, com as linhas do meio e da defesa longe um da outra, se confundiu quando o lateral em vez de correr para a linha de fundo foi esperar o cruzamento.

Mexeu

Walter no lugar de Cassio foi a única alteração logo após o intervalo.

Tite manteve a inversão de Jadson com Malcon, mas o primeiro foi de novo jogar perto da linha lateral.

Melhorou

Daquele lado, Cristovão Borges pediu para o Airton apoiar mais.

O lateral não é competitivo na marcação, mas a opção do treinador corintiano tirou de perto dele quem atua em velocidade e gosta de driblar.

Isso fez o lado direito do sistema ofensivo flamenguista, praticamente nulo até então, melhorar.

Marcelo Cirino, da entrada da área, chutou forte para Walter intervir e a bola tocar no travessão.

Aos 12, Alan Patrick entrou no lugar do sumido Gabriel.

Pragmatismo

O Corinthians manteve a ideia de marcar e investir no contra-ataque. Assim, Malcom acertou a trave após o passe de Renato Augusto e Elias, minutos depois, retomou a bola na frente e deu a assistência para Jadson fazer o gol.

Não houve o impedimento

Aos 23, Cristovão Borges trocou Cáceres por Paulinho para aumentar a criatividade no meio de campo.

Aos 28, Tite colocou Rildo no lugar de Renato Augusto para fortalecer o contra-ataque e a marcação, se necessário, do lado.

O Flamengo trocou passes e tentou chutes de média distância.

Após cobrança de escanteio, aos 30, a bola sobrou para Jonas, livre, fazer o gol invalidado por causa do impedimento que não houve.

A jogada nem foi tão complicada para o Rafael Da Silva Alves avaliar.

Rapidamente

Ao notar que o Flamengo, após as alterações, tinha brechas perto da meia-lua da área para finalizar, Tite tirou Jadson e colocou Ralf.

A mexida melhorou o sistema de marcação e o jogo não teve mais lances de gol.

Ficha do jogo

Flamengo – César; Ayrton, Marcelo, Wallace e Jorge; Jonas; Gabriel (Alan Patrick), Canteros, Cáceres (Paulinho) e Everton; Marcelo Cirino
Treinador: Cristóvão Borges

Corinthians – Cássio (Walter); Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique e Elias; Jadson (Ralf), Renato Augusto (Rildo) e Malcom; Vagner Love
Treinador: Tite

Árbitro: Leandro Vuaden (RS) – Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e Rafael da Silva Alves

59 respostas a Na técnica; assim o Corinthians ganhou com facilidade do Flamengo

  1. Boa parte dos comentaristas paulistas atrapalham o Corinthians! São bobos!!!

    • REINALDO DE BARROS disse:

      com na libertadores os reporteres corintianos ja vao dizer que o corintias é o melhor do Brasil e um dos melhores do mundo, basta vencer umas 3 partidas que começam as piadas como essa materia aqui, a hora que toma um cacete como um guarani PA ei vem a choradeira mostrando a realidade, o corintias é um time comum igual a um bragantino apoiado por reporteres arrogantes e prepotentes, o flamengo alem da lanterna nao ganhou nem do figueirense em casa, o timao ganhando de 3×0 passa a ser um resultado ultra historico ja que é raro por seer retranqueiro.

      • Reinaldo, e o que me deixa mais entristecido, é o fato de partir de alguns jornalistas até de boa formação, lucidez em alguns momentos. Qual técnica pelo amor de Jesus Cristo precisa para vencer uma Flamengo limitadíssimo, sem qualquer tipo de padrão de jogo? Se ganhar assim do Galo dá até pra ser um pouquinho parcial!

  2. antonio alberto amiky disse:

    Muito boa sua análise Birner. Desta vez sem erros de português e com frases curtas e claras. Parabéns!

  3. Cuco disse:

    Proibir ex-jogadores de jogarem contra o Curinthians é coisa de time pequeno.

    • Paulinho Sabathé disse:

      E mais um anti vivendo de Corinthians porque o seu timeco não dá ibope.
      O gigante agradece.

      • Ivan Moisés disse:

        Gigante que perde para São Paulo e Santos em títulos internacionais,para São Paulo,Santos e Palmeiras em títulos nacionais e mesmo nos estaduais só é líder por que foi fundado primeiro ? Fora os rebaixamentos,que pagou só um de quatro ! Piada,sr.Sabathé !

      • ROCCO-SP disse:

        Pelo menos o IBOPE não faz a menor falta ao meu PALMEIRAS!
        Acho que o PALMEIRAS está preocupado sim, em manter as finanças em dia, IBOPE não dá muito retorno financeiro,porque falta um ingrediente muito importante:
        CREDIBILIDADE, sem esse ingrediente, do que vale o tal IBOPE, tanto para o bem quanto para o mal!

    • CASAS! disse:

      Ex-jogadores não podem ser proibidos de jogar contra seus ex-times, porém jogadores com contratos ainda vigentes, não só pode, como deve-se. Vá se informar melhor antes de criticar.

    • axl foley disse:

      Então tomar 3×0 em casa é coisa de time grande.

    • Vinicius disse:

      Cara, antes de tudo responda; quem pagou o salário desse mês de julho dos jogadores?
      Foi o corinthians, então acabou!

    • Rogerio disse:

      Coisa de gente pequena criticar isso… O Corinthians ainda está pagando os salários deles… E foi combinado isso antes de eles irem para o flamengo… Nada mais justo!! Chora Anti!!

    • luiz pingoim disse:

      GRANDE é tua INVEJA do TIMÃO, IA PERDER DO MESMO JEITO ou vc acha que guerreiro é Pelé?

    • Germano Correia da Silva disse:

      Às vezes, os acordos verbais ou escritos funcionam como leis. Aqueles que os fizeram devem cumpri-los na sua íntegra, independentemente das vantagens ou desvantagens para uma das partes.

    • Mário disse:

      Ex jogador que não receba mais nenhum pagamento do clube pode jogar tranquilamente. Enquanto continuar recebendo, seria ridículo poder prejudicar o time que o paga. Pequeno é o time que permite um absurdo desse.

    • Carlos Miguel Mendes disse:

      CUCO, VC DEVE SER SÃOPAULINO, POIS SEU NOME COMEÇA COMO UMA COISA QUE TODO TORCEDOR ADVERSÁRIO GOSTA.

    • Rick disse:

      Time pequeno … rsrsrs ! Quem é time pequenino é o Fla – por favor título carioca não vale pq é tudo equivalente a série “B” do Paulistão ! Mas vamos aos nºs : o seu time grande ganhou o último Brasileirão em 2.009 e a Libertadores em 1.981 , e após 2009 teve as seguintes grandes campanhas : 2010 – 14º / 2011- 4º / 2012 – 11º / 2013 – 16º e 2014 – 10º ! Faça-me rir … rsrsrs

  4. marcio disse:

    Mais um show da FIEL, a maior e única, as demais tentam imitar…

  5. Luiz RCA Filho disse:

    Uma equipe sabia o que fazer em campo, a outra, não.

  6. Renato disse:

    Concordo que o Corinthians foi superior tecnicamente. Mas houveram momentos em que abusaram de “toquinhos” e tentativas de caneta. Isso pode não funcionar contra times mais organizados e com mais qualidade, como Atlético-MG, Palmeiras ou Fluminense. Acho bom jogar sério, pois da última vez que foi exaltado, o Corinthians começou a usar “salto alto” e desceu a ladeira.

  7. ajsgomes disse:

    como sempre seu comentário é lúcido, sem polemicas bobas e visando o que aconteceu no jogo. para mim é sempre um prazer ler seus comentários, mesmo quando meu time perde, pois da mesma forma suas criticas são na maioria das vezes interessantes. agradeço por salvar esse ramo de atividade jornalistica que acumula comentaristas tendenciosos, que perseguem determinados times e adulam outros sempre com muita paixão e ódio clubista. parabéns.

  8. Caspen disse:

    Lembre do SPFC contra o Coritiba e do trabalho do Osorio que – se tiverem paciência – transformará o time. A ideia da defesa adiantada, jogando quase no meio de campo, embora apresente riscos, compactou o time e deu-lhe velocidade. O Pato com o Centurion estão bem e destoam – ainda – o Fabiano e o Ganso.

  9. Mancha Negra disse:

    Amigos, o Ganso, hoje, é apenas um bom jogador. Aquele Ganso fenômeno que jogava no Santos, no início da carreira, com Neymar, ficou na mesa de operação, quando ele fez as últimas cirurgias de joelhos. Ele não consegue mais correr de forma equilibrada, tampouco dar piques com a bola dominada. Seus joelhos estão a 50%.Todo mundo critica, mas ele não tem culpa de não ter mais o mesmo físico. Os jornalistas torcedores de times rivais, principalmente, caem matando sobre o pobre rapaz. Temos que aceitar o Ganso como ele é hoje. Ele próprio entra em conflito e em estado depressivo, porque não quer aceitar o fato de que aquele Ganso antigo morreu.
    Mesmo com as suas limitações físicas ele pode se tornar peça-chave na equipe, se readquirir confiança no seu jogo, encarar sereno a sua realidade de hoje e ninguém da área técnica cobrar mais do que ele tem condição de oferecer. Deste modo, melhorando a cabeça pode sim ser muito útil à equipe e trazer muitas alegrias à torcida tricolor.
    Jogando metade do que jogava aquele Ganso, de início, ainda assim será o melhor do time.
    Será que alguém pode comentar essas coisas com a Diretoria, com o Osório e com o próprio Ganso?
    Espero que sim. Abraço a todos os tricolinos…

    • luiz pingoim disse:

      quem esta escrevendo é a mãe do Ganso, só pode, amigo não ponha culpa nos rivais, pois nós queremos ele assim como ele se encontra, ´péssimo, quem vaiou foi a torcida tricolina, que eu saiba só tinha tricolino no murumba.

    • silvio conegundes disse:

      Perfeita a análise! Acham que ele não é competitivo porque não quer! Acham que é só mental! Mesmo com os joelhos bons, seu biotipo pode prejudicar em jogos que se exige muita pegada! Ou armam um esquema para que a bola gravite em torno dele, ou vendem o rapaz!
      A unica coisa que acho, é que na hora da renovação de contrato ele tem que cair na real! É um jogador para ganhar no máximo r$ 100 mil e atuar em jogos em casa contra times pequenos!

  10. Seinfeld disse:

    “Na técnica” = na AUSÊNCIA DE SHEIK E GUERRERO com a camisa do Flamengo.

    A torcida do Flamengo e deve estar muito satisfeita hoje com o seu presidente “amigo dos corintianos”. Já não é a primeira vez que o flamengo facilita ou satisfaz o corintians. O goleiro Felipe que o diga, em 2009…

    Diga-me com quem andas…

    • Vinicius disse:

      Por favor, quem pagou o salário do sheik e do guerrero esse mês?!
      Ah, foi o Corinthians! Então não foi favor, se na hora do contrato tivessem assumido só o salário tava tudo certo…

    • luiz pingoim disse:

      ????????!!!!!!!!, que comentário foi este sem pé nem cabeça.

    • silvio conegundes disse:

      Meu Deus! LIberamos os jogadores antes do termino do contrato, graças a esta bondade ganharam tres pontos contra o Inter! Estão reclamando do que? O contrato iria até final de Julho, se fosse o Corinthians obrigava entrar em campo as 7 partidas e queria ver aonde os dois iriam jogar depois?

    • Fabio Ferreira disse:

      “O goleiro Felipe que o diga, em 2009…” Não entendi, o Felipe era do Corinthians, facilitou e ajudou o Flamengo a ganhar o Brasileiro ali, que é que tem a ver uma coisa com a outra?
      e vocês se lamentando da ausência de 2 jogadores 99% corinthianos, que têm um histórico de títulos conquistados pelo Timão – o Sheik tem um Brasileiro pelo Flamengo mas ganhou muito mais no Corinthians; vocês não tem jogador não, rubronegros? O Guerreiro vai ser estrela solitária desse time, que é ruim de doer…!

  11. Roberto Lopes disse:

    Birner!

    Os 2 primeiros gols foram entregues pelo Flamengo, não conta?? qdo é o São Paulo esse detalhe não passaria desapercebido!

    Abs

    • CASAS! disse:

      Não chora, para vai, mania de perseguição. Os dois gols foram entregues ou as bolas foram “roubadas” pela forte marcação corintiana. Veja o ‘scout’ do jogo quantos desarmes cada equipe realizou.

    • silvio conegundes disse:

      E os dois primeiros gols do São Paulo, o zagueiro lança da defesa e o lateral dormindo deixa Pato receber a bola por trás!! Também foi entregue pela ridícula defesa do Coritiba!

  12. Ivan Moisés disse:

    O técnico corintiano Adenor Bachi,ou Leonardo Bachi,é Bachi,né ? nem fez questão de esconder que se borraria todo se tivesse que enfrentar Sheik e Guerrero.Sordidamente o Corinthians enfraqueceu o adversário nos bastidores e ainda por cima venceu com a erros clamorosos de arbitragem ! Uma vergonha,mas ainda do tal Felipe que confundiu Vuaden com Valdivia e ainda ,ao melhor estilo Rocco-SP me atacou com insultos verborrágicos e agressivos e ainda pareceu hostil,hein !

    • ROCCO-SP disse:

      Caro Ivan, ninguem te atacou, meu caro ESPIRITO DE ABOBRINHA, que se auto cozinha com a própria água que voce solta em seus comentários piléricos e assais humoristicos beligerantes, ou será beringelas antes??
      HIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHI !!

  13. Gostei muito do Uendel e do Malcom. Fábio Santos não deixou saudades até agora. Renato Augusto e Jadson com liberdade são perigosos demais. Renato merece uma chance na seleção.

    O Fla, sem Guerrero e Sheik, é time nota 4,5. Com os dois em campo subirá de produção, porém, longe de compor um elenco ideal.

    Abraço

  14. Reginaldo disse:

    Sugestões para contagem de pontos dos campeonatos regionais e Brasileirão podem ser enviadas? Se possível gostaria de trocar idéias antes.

  15. Marcelo F Antunes disse:

    O campeonato começou a se desenhar após mais esta rodada. De um lado, na zona de rebaixamento, só o Santos deverá sair para uma posição intermediária, enquanto as chances dos demais que lá estão de sair são mínimas. Inter e Flamengo devem também ficar em posições intermediárias, para as quais estão migrando Sport, Ponte Preta e Atlético-PR. Na parte de cima, Atlético-MG, Fluminense e Corinthians tem mais chances de se firmar e disputar o título, ficar com vagas para a Libertadores, mas Grêmio, Palmeiras e São Paulo podem até tirar a pequena diferença de pontos. Outros clubes não chegam ao G-4. Mas acredito que o alento do São Paulo foi devido à fragilidade dos últimos dois adversários e que os palmeirenses ainda vão lamentar a saída de Valdívia. Quanto ao Grêmio, chegou ao máximo e vai ter dificuldades de brigar com os três ponteiros no segundo turno. O Atlético está consistente, o Flu pode perder ou ganhar com Ronaldinho e o Corinthians precisa urgentemente de um outro centro-avante ou esquema que não utilize Vágner Love e Romero. Por isso Tite tem que tomar uma decisão séria e escolher a dedo o esquema para o jogo contra o Atlético-MG no sábado. Isto inclui acertar no substituto de Jádson e desprestigiar Vágner Love. Não pode esquecer que uma das melhores partidas de Tiago Ribeiro no Santos foi a goleada no Corinthians, quando a defesa foi formada pelos mesmos jogadores e goleiro que vão atuar no sábado. Ele vai merecer atenção especial?

  16. Diego Oliveira Santana disse:

    Se os torcedores do Corinthians tiverem paciência, creio que o Tite conseguirá acertar esse time. Mas tem uma coisa que eu mudaria: colocaria Danilo no lugar de Vágner Love, pois o time tende a ter mais posse de bola no ataque.

  17. axl foley disse:

    Vagner Love é ruim demais. O Corinthians jogou com um a menos toda a partida. Sobe qualquer um da base. Tem que substituir aquela ameba.

  18. ze sergio disse:

    E os modinhas diziam que o Laor e o Sanchés eram a última cereja do bolo. A modernidade que havia chegado ao futebol brasileiro. Nada como um dia após o outro. E este dia chegou bem rápido. Mais humildade e um “mea culpa “principalmente da imprensa. JJ gigante do gigante Soberano. E dá-lhe BOM SENSO FC

  19. Luiz Messias disse:

    Concordo com sua avaliação, o jogo foi bem este. Só acrescente é que alguns jogadores do Corinthians me deram a impressão que estão tentando colaborar para que o Wagner Love deslanche. Vamos ver se ele consegue melhorar seu futebol.

  20. Barateixão disse:

    AHA UHU, O MARACANÃ É NOSSO, AHA UHUU O MARACANÃ É NOSSO… KKKKKK

  21. anderson santos disse:

    O flamengo diferente de alguns clubes por ai não depende de ajuda de mídia nem de governo pra se ver grande.No mais o medo do timão tirou os dois do jogo ai já mostra o tamanho de cada time.

  22. Luis Claudio disse:

    Só esquecem de mencionar, que ainda estava 2 a 0 o flamengo teve um gol legitimo anulado, isso muda o jogo.

  23. silvio conegundes disse:

    Gostam de falar do desfalque! Mas na verdade quem jogou sem Guerreiro e sem Emerson foi o Corinthians!!! Estes dois tinham contrato até final de Julho e o Corinthians abriu mão de uma compensação financeira por liberá-los antes, em troca de não atuarem contra o próprio time! Graças a bondade do Corinthians garantiram três pontos contra o Inter, senão estariam na zona de rebaixamento!
    Em vez de chorarem, deveriam agradecer!!!

  24. Luiz Filho disse:

    As pessoas tem a mania de se degladearem por causa de time, principalmente quando se trata de torcida, o corinthians jogou melhor que o flamengo e ponto, o time de SP tem o elenco muito melhor que o Carioca fora p técnico que conhece seus jogadores, diferente do outro, que mais parece um técnico de peladeiros….

  25. Lucas disse:

    Birner, vc tem alguma posição sobre a prisão do editor do blog do Paulinho?

  26. Ivan Moisés disse:

    Sr.Rocco-SP,o sr.vem dizer que sou negligente ! Fiaque sabendo que quando eu avôo minha tripulação e minha embarcação estão em primeiro lugar ! Me tirou de sério,tudo bem, não falo mais com você.

    • ROCCO-SP disse:

      Por favor não faça isso, olha, vou dormir na pia com a torneira gotejando no meu ouvido se fizer isso, por favor , reconsidere, vai!!
      OREMOS AO SENHOR !!

  27. Terencio Trindade disse:

    Birner, Você tem alguma notícia do Paulinho. Pelo que li ele foi preso e como não existe nenhuma atualização no Blog dele parece que continua detido. Apesar de ter várias divergências na intensidade dos comentários dele, me parece uma pessoa honesta e esforçada. Ele continua preso? Alguma previsão para ele sair. Desculpe perguntar, mas se não estou enganado ele participava do seu Blog há tempos atrás. Obrigado. Abraço

  28. Terencio Trindade disse:

    Como sempre um comentário independente, sem bairrismo e sem torcida. Só acrescento que o time do Corinthians ainda não empolga tanto. Apesar, que quem empolga? Parabéns, é uma pena que você não esteja escrevendo tanto no Blog ultimamente. Abraços.

  29. rico_2006 disse:

    Ótima análise técnica Birner. Saudações corinthianas!
    Ah! para os que não sabem ainda, o Birner é torcerdor do SPFC viu? Ele comentou com imparcialidade e competência o que viu em campo.
    Abçs. à todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>